Carreira em Cloud Computing: o que estudar?

Nos artigos anteriores, analisamos o que vem a ser a cloud computing e o porquê devemos estudá-la. Com estas análise, pudemos concluir que o mercado tem excelentes oportunidades nessa área e, assim como em outras áreas da TI, há falta de profissionais devidamente qualificados para exercerem funções relacionadas à computação em nuvem. Mas, depois de ler esses artigos, você pode ter pensado: “Mas o que estudar para me tornar um profissional na área de cloud?” Este será o tema a ser abordado neste artigo.

Administrador Google Cloud Júnior
Formação: Administrador Google Cloud Júnior
Nesta formação você aprenderá os conceitos fundamentais para trabalhar com cloud computing, além de conhecer na prática a lógica de trabalho no Google Cloud Platform (GCP) e seus principais serviços.
CONHEÇA A FORMAÇÃO

Aprenda os conceitos essenciais

Antes de aprender a trabalhar com plataformas de computação em nuvem, como Amazon Web Services e Microsoft Azure, devemos nos empenhar para conhecer bem os conceitos essenciais em áreas como redes de computadores e a própria cloud computing. Apesar de ser uma parte mais teórica, ela não deve ser deixada de lado, tendo em vista que o domínio de conceitos considerados “pilares” é algo praticametne mandatório.

Estes conceitos envolvem tópicos como tipos de nuvem (pública, privada, híbrida), características de uma plataforma de nuvem, modelos de serviço (SaaS, PaaS, IaaS), escalabilidade, migração, protocolos de rede, entre outros.

Conheça diversas plataformas

Temos muitas soluções disponíveis no mercado, onde cada provedor tem soluções diferentes e que se encaixam em diversas necessidades de maneiras diferentes. Sendo assim, é importante que você conheça as ferramentas essenciais das principais plataformas de cloud computing do mercado. Com este conhecimento, você terá melhores condições para avaliar qual serviço se encaixa melhor em cada necessidade, sendo capaz de montar soluções computacionais mais adequadas e competitivas.

Atualmente, existem diversas plataformas de cloud no mercado. Porém, existem algumas empresas que podem ser consideradas líderes nesse segmento e, por isso, merecem um pouco mais de atenção. Como exemplo, podemos citar o Microsoft Azure (Microsoft), a Amazon Web Services (Amazon) e o Google Cloud (Google). Ainda existem alguns outros provedores de serviços baseados em nuvem que podem vir a ser interessantes, como a DigitalOcean e o Heroku.

DevOps

No artigo aqui do blog onde introduzimos o conceito de DevOps, vimos que as ferramentas DevOps criam um modelo que pode nos ajudar a diminuir os retrabalhos, aumentar a produtividade e acelerar a entrega. Um dos principais benefícios do DevOps é a integração entre os times de desenvolvimento e infraestrutura. Quando as técnicas e ferramentas DevOps são utilizados em conjunto com a cloud computing, ganhamos um poderoso arsenal ferramental para a construção de aplicações computacionais robustas, escaláveis e competitivas. Por isso, sem sombra de dúvidas, é importantíssimo para um profissional na área de cloud computing conhecer também um pouco sobre DevOps.

O DevOps é muito ressaltado principalmente por causa dos processos de interação contínua e entrega contínua. Com a utilização da cloud computing, se torna possível automatizar o provisionamento e controle de infraestrutura graças a automação e virtualização de recursos que a cloud computing oferece, criando ambientes de teste com facilidade e baixo custo.

Deixe seu comentário
Share

Responsável pelo sucesso do cliente na TreinaWeb. Graduada em Gestão de Tecnologia da Informação pela FATEC Guaratinguetá, além de estudante de Marketing Digital e Mídias Sociais.