Como evitar a procrastinação no processo de estudos

Se você pensa muito em “amanhã eu faço”, “depois eu termino”, “ah, mas tem tempo ainda pra entregar…”, você é uma pessoa que procrastina. Sim, na verdade, todos nós procrastinamos, nem que seja em algo simples, e isso é completamente normal, mas o mau em questão é quando essa procrastinação impede o funcionamento de tudo que temos em mente, o que acaba nos travando de chegar aos nossos objetivos.

Indo para um lado mais conceitual…

Procrastinação é o ato de adiar algo, ou seja, deixar tudo para depois, sendo prejudicial quando afeta o funcionamento das nossas rotinas pessoais ou profissionais.

O fato é que quando procrastinamos muito alguma coisa, podemos acarretar diversos sintomas como por exemplo o estresse, por não ter conseguido fazer/cumprir algo ou também a sensação de culpa. Tudo isso faz com que nossa produtividade vá lá pra baixo.

Outro ponto importante de ser enfatizado é que muitas pessoas percebem quando a outra procrastina demais. Isso acaba ficando transparente para outras pessoas, o que pode fazer com que os outros pensem que você não pode assumir certas responsabilidades e compromissos.

O que nos leva a procrastinar?

Existem diversos fatores que nos levam a procrastinar: preguiça, falta de interesse, é chato de fazer, tenho muito tempo ainda pra terminar, é rápido então daqui a pouco eu faço…

Onde isso entra nos meus estudos?

Se você clicou nesse artigo provavelmente você procrastina ou já procrastinou em seus estudos. Aqui na TreinaWeb nós sempre enfatizamos a importância do estudo constante na área de TI e como isso é importante isso para que possamos aprender de verdade. Antes meia hora de estudos por dia do que zero.

Bastar pensar também se você já teve algum resultado negativo em procrastinar nos estudos como por exemplo, de não ir bem em uma prova por não ter estudado como deveria, sempre deixando pra depois e esse depois ser um dia antes da prova. Aí já viu…

E existe outro caso ainda bem comum: imagine que uma pessoa se propôs a estudar Java. Ela quer uma oportunidade de ser programador Java em uma empresa e sabe que para isso, ela precisa se dedicar. Ela começa bem, estudando todos os dias, mas um dia deixa de estudar porque está cansada (até aí tudo bem, somos seres humanos, né?), no outro porque está com preguiça, no outro também, e aí começa a sempre ir procrastinando, utilizando-se de mil desculpas para si mesmo. No meio disso tudo ela é chamada para uma entrevista, e na noite anterior quer devorar os livros em busca do conhecimento necessário, conhecimento este que ela já deveria ter tido caso estudasse regularmente. E cá entre nós, aprender da noite pro dia não funciona né? Por fim, podemos ter como resultado uma resposta negativa na entrevista. O entrevistador não te achou tão preparado para a função e houve outro melhor. E disso vem mais um resultado ainda: a da culpa de não ter estudado como deveria, e que agora provavelmente teria começado no emprego e poderia ter dado um start na sua carreira em programador Java. Isso é bem frustrante e nos deixa bem desanimados!

Se eu sei que isso ruim, então por que eu faço?

Pois é, como vimos acima isso é um mau (porém normal) do ser humano. Um dos motivos que pode se encaixar aqui é que queremos tudo na hora, por exemplo, se alguém está estudando para um concurso é claro que ela deseja passar no primeiro que ela tentar e quando não consegue, vem as sensações que já vimos acima. Não basta só querer, é preciso de muito foco também.

Outro exemplo é o medo. Medo de não conseguir fazer, medo de não conseguir terminar, medo de não absorver o conteúdo, e por conta disso, amanhã eu faço!

No meio do processo de estudos devemos saber respeitar nossos limites e nos dar uma trégua quando estivermos cansados, mas devemos saber distinguir quando é isso e quando estamos procrastinando. São coisas diferentes. A procrastinação não pode nos impactar de forma excessiva.

Soluções?

Esses são alguns itens que podem nos ajudar a manter uma rotina de estudos, evitando deixar para depois.

Estude o que você gosta

Esse é um dos pontos principais: estude o que você gosta. Se você gosta de programar jogos, invista seu tempo nisso. Como é um assunto que você gosta, é mais difícil você deixar para depois. Agora se for algo que você não gosta mais é obrigado – algo da faculdade por exemplo – tente pensar nos malefícios que isso trará. Se você for mal em uma prova, pense em como se sentirá depois e do que terá que fazer para recuperar a nota. Agora, se for o contrário, vem aquela sensação boa de ter conseguido.

Desenvolva algo que você queira

Partindo do princípio acima, utilize seu tempo para colocar a mão na massa, como desenvolver um jogo que você imaginou. Quando vemos algo que estamos estudando no “concreto” nos dá a sensação de dever cumprido, além de poder abrir diversas portas.

Programe o melhor horário

Se você se propôs a estudar pela manhã, mas tem uma dificuldade enorme em se levantar, sabe que aqueles minutinhos a mais no despertador serão mais legais do que realmente o ato de levantar e ir estudar. Então procure o melhor horário que funciona pra você, assim seu tempo de estudo será mais bem aproveitado.

Estabeleça pequenas metas

Se está começando agora, se programe de uma forma que você sabe que possa alcançar. Quando estipulamos algo muito alto, o não cumprimento do objetivo constitui em uma falha, e isso faz com que deixemos isso pra lá. Então, comece devagar, estudando 30 minutos por dia, dividindo o estudo em pequenas partes e tarefas. Ao final, além de ficar com aquela sensação que conseguiu cumprir a meta, é um tempo que razoavelmente passa rápido, então fica mais fácil de não deixar para depois ou amanhã. Após um tempo, pode começar a aumentar a duração de seus estudos.

Se até este momento você estiver pensando qualquer frase que comece com “E se….”, lembre-se que enquanto você pensa isso, nada está sendo feito. Então vamos parar de procrastinar nossos estudos? Lembre-se que os maiores prejudicados somos nós mesmos e que as consequências podem vir lá na frente.

E… só pra distrair… 😛

Deixe seu comentário

Responsável pelo sucesso do cliente na TreinaWeb. Graduada em Gestão de Tecnologia da Informação pela FATEC Guaratinguetá, além de estudante de Marketing Digital e Mídias Sociais.

JUNTE-SE A MAIS DE 150.000 PROGRAMADORES