Como melhorar sua rotina de estudos – Parte 2

Há um tempo atrás, publicamos um artigo com dicas de como melhorar sua rotina de estudos. Caso você ainda não tenha visto, sugiro ler este primeiro artigo antes.

A primeira parte foi mais focada na parte da rotina em si, nessa segunda parte vamos dar algumas dicas mais focadas no aprendizado, para deixar uma rotina de estudos mais leve e proveitosa.

Um passo de cada vez

um passo de cada vez

É bem comum você estar fazendo um curso e no meio dele, começar algum outro. Às vezes isso dá certo para você, ainda mais se forem assuntos complementarem. Mas, para muitas pessoas isso pode não dar muito certo, pois pode acabar confundindo ainda mais na hora de aprender, onde o aluno não consegue manter o foco em 2 ou 3 cursos simultâneos.

Se este é o seu caso ou se você está iniciando em algo que nunca viu antes, não considero interessante estudar mais de um curso ao mesmo tempo. É bom sim você saber quais cursos deve fazer e deixá-los em uma lista, assim como são nossas formações. Assim, você pode ir seguindo ela e ir fazendo um curso por vez. Assim diminui a chance de você deixar um curso pela metade.

Revise o conteúdo

fazer revisões

Quando aprendemos algo e não utilizamos, é normal que ele acabe caindo no esquecimento. O segredo para não esquecermos de algo que vimos relativamente a pouco tempo atrás é fazer revisões.

Muitas vezes não damos muita importância nesse quesito, pois muitas pessoas acham que é um tempo que você “perde” revisando algo que você acha que já aprendeu o suficiente. Mas, se você quer ter certeza que aprendeu de verdade, é muito importante fazer revisões para termos certeza que aquilo não será esquecido.

Com uma rápida pesquisa na internet, podemos ver que existem vários métodos de fazer revisão. Por exemplo, após terminar um determinado assunto você pode fazer uma primeira revisão 7 dias após. Depois, em 30 dias, você pode fazer uma nova revisão – lembrando que são revisões, então não precisa perder muito tempo nela – mas é importante se atentar aos pontos chaves, para garantir que tudo estará em sua memória de longo prazo.

Oferecer ajuda a algum amigo que está estudando a mesma coisa que você, acaba te ajudando a relembrar. Na verdade o simples fato de você explicar/ensinar alguém é super válido, uma ótima maneira de fixar o conteúdo.

Veja códigos de outras pessoas

ver código de outras pessoas

Ler códigos de outras pessoas é uma ótima maneira de aprender a programar. Encontre um pedaço simples de código e tente decifrá-lo. Assim você aprende vendo como as pessoas fazem as coisas, como boas práticas, padrões de projeto aplicados e maneiras mais idiomáticas de se escrever o código, vendo o código de pessoas com maior nível de senioridade. Existem diversos projetos abertos no GitHub por exemplo, que você pode fazer o download e dar uma olhada.

Desenvolva projetos

desenvolva projetos

Em meio aos estudos, é importante ir se dando tarefas mais difíceis. Isso é importante para aumentar seu nível de conhecimento e você ir se aprimorando cada vez mais. Uma maneira é ter projetos a cumprir, seja projetos que aparecem no meio de um curso que você está fazendo ou um projeto que você mesmo criou na sua cabeça.

Esqueça isso de apenas copiar e colar código, pois isso não te ajuda a realmente a aprender. Com isso, certamente você se tornará um desenvolvedor melhor e ao final você vai saber o porquê está fazendo cada coisa e não apenas fazer por fazer.

Desenvolver algo é essencial para colocar seus conhecimentos em prática e ver as coisas tomando forma acaba te motivando a estudar e melhorar cada vez mais.

Concluindo…

Atribuindo algumas dessas dicas em sua rotina de estudos, pode deixá-la mais atrativa, já que muitas vezes só de ouvir o “rotina de estudos” já deixa tudo meio massante.

Não existe um jeito certo de estudar, existem vários e cada pessoa se comporta de uma forma. O que funciona para um, pode não funcionar para outro. Às vezes uma pessoa consegue estudar 4h por dia e outra apenas 1h. A única pessoa que consegue controlar essas horas que você vai estudar é você mesmo, se atentando sempre que qualidade é melhor que quantidade.

Lógica de Programação Completo
Curso de Lógica de Programação Completo
CONHEÇA O CURSO

Por isso, que neste artigo, assim como na primeira parte, damos dicas para que vocês possam ver o que vai funcionar para vocês. Além disso, em meio aos estudos para entrar no mundo da programação, certas coisas não tem muita escapatória: é importante aprender lógica, conceitos, fazer exercícios, revisões… e não adianta correr com o conteúdo e fingir que aprendeu.

Por mais que apareçam dificuldades – porque provavelmente irão aparecer – tente seguir em frente. Se começou então vá até o final, evite ficar largando pela metade.

Bola pra frente e bons estudos! 😀

Deixe seu comentário

Responsável pelo sucesso do cliente na TreinaWeb. Graduada em Gestão de Tecnologia da Informação pela FATEC Guaratinguetá, além de estudante de Marketing Digital e Mídias Sociais.

© 2004 - 2019 TreinaWeb Tecnologia LTDA - CNPJ: 06.156.637/0001-58 Av. Paulista, 1765, Conj 71 e 72 - Bela Vista - São Paulo - SP - 01311-200