Ghost, uma ótima alternativa para blogs pessoais e profissionais

WordPress, Drupal, Joomla etc, são plataformas já conhecidas do mercado. Elas são verdadeiros canivetes suíços graças à grande quantidade de extensões (plugins/módulos) e outras ferramentas externas disponíveis. É possível construir os mais diversos tipos de sites para os mais diversos tipos de negócios, porém, essas ferramentas não possuem foco exclusivo na criação de blogs.

Pensando exclusivamente na criação de blogs, John O’Nolan, então designer e desenvolvedor da comunidade WordPress, desenvolveu um novo conceito de plataforma usando princípios como: facilidade de uso, interface minimalista e elegância.

O Ghost é uma plataforma totalmente open source, desenvolvido em EmberJS (um Framework JavaScript) e roda sob o NodeJS. O Ghost possui suporte para os bancos de dados SQLite e MySQL. A sua instalação é extremamente simples e como o Node é multiplataforma, é possível rodá-lo em qualquer sistema operacional.

A plataforma

As tecnologias usadas em uma plataforma são importantes, porém elas são apenas os meios para o que realmente importa que é a entrega do produto final para o usuário. Nisso o Ghost bate um bolão! Ao abrir o seu painel de administração é difícil não se encantar com a simplicidade e elegância da interface. Todas as telas são extremamente limpas e levam o usuário diretamente ao que elas se propõem.

Ao acessar o Ghost ele já envia o usuário para a listagem de Posts, “direto ao ponto”, como tudo na plataforma:

Outra característica interessante é que o Ghost utiliza Markdown para formatar os posts ao invés de um editor clássico de HTML (WYSIWYG) que é bem comum nas outras plataformas.

Desenvolvimento de recursos

Além da instalação e administração seguirem os conceitos propostos por seu criador, a parte de desenvolvimento não fica para trás. Desenvolver temas para o Ghost é extremamente simples, muito graças ao handlebarsjs, um templating engine que permite a construção de templates utilizando o mínimo possível de lógica nos arquivos, tornando os temas extremamente simples de serem desenvolvidos.

O Ghost também possui uma API RESTful moderna que pode ser usada facilmente para integrá-lo à outras aplicações.

Veja abaixo um exemplo da marcação utilizada para a exibição dos dados de um post:

{{#post}}

<article class="{{post_class}}">  
  <header class="post-header">
    <h1 class="post-title">{{title}}</h1>
    <section class="post-meta">
      <time class="post-date" datetime="{{date format='YYYY-MM-DD'}}">
        {{date format="DD MMMM YYYY"}}
      </time> 
      {{tags prefix=" on "}}
    </section>  
  </header>
  <section class="post-content">
    {{content}}
  </section>     
</article>

{{/post}}

Loja de temas

O Ghost, assim como outras plataformas, também possui uma loja de temas onde é possível encontrar diversos temas já desenvolvidos, variando entre gratuitos e pagos (http://marketplace.ghost.org/themes/free/)

Hospedagem Ghost Pro

O ghost.org oferece também um serviço de hospedagem onde o usuário não precisa configurar nada para ter a plataforma instalada em um servidor com estrutura profissional. Os planos são baseados na quantidade de acesso mensal, o que permite iniciar pagando pouco e aumentar conforme o necessário.

No entanto, se você é desenvolvedor, consegue instalá-lo no seu servidor tranquilamente sem precisar assinar nenhum serviço de hospedagem adicional.

Conclusão

A equipe de desenvolvimento do Ghost está sempre trabalhando em novas funcionalidades e melhorando todo o ecossistema. O empenho da comunidade e as premissas da plataforma a tornam uma ótima alternativa.

<

p data-curso-box data-categoria=”cms-e-ecommerce”>

Deixe seu comentário

Desenvolvedor, autor e instrutor. Apaixonado por desenvolvimento de software e tudo ligado a área de tecnologia. É autor de cursos em diversos temas, como, desenvolvimento back-end, cloud computing e CMSs. Nas horas vagas adora estudar sobre o mercado financeiro, cozinhar e brincar com pequeno Daniel de 1 ano.

JUNTE-SE A MAIS DE 150.000 PROGRAMADORES