Manual da marca: sua importância e o que ele deve conter

Veremos neste artigo, a importância do manual da marca para a manutenção da identidade visual de um negócio. Também conhecido como manual de identidade visual ou brand guideline, ele, por muitas vezes é pouco valorizado ou até mesmo desconhecido por parte das empresas.

Mas o que é o manual da marca?

Nada mais é do que um guia de boas práticas para a utilização do logotipo e/ou comunicação construída para a empresa pelo designer ou agência responsável pelo projeto. E não só isso. Ele também tem como função informar características como cores utilizadas e seus respectivos códigos (hexagonal, RGB, CMYK, Pantone), além das informações de tipografia(s) escolhida(s) para a identidade da marca. Mas por quê? É o que veremos a seguir!

A importância do manual da marca

Sabemos que existe um longo caminho até que se gere o reconhecimento de uma marca, seja ele por uma cor predominante ou uma combinação delas, seja pela tipografia utilizada ou pelos elementos que compõem sua comunicação. Resumindo, é necessário que haja um padrão.

Imagine que a Pepsi passe a utilizar o vermelho como cor predominante em seus produtos. Num primeiro momento, eles provavelmente seriam confundidos com sua maior concorrente, a Coca-Cola.

O manual auxilia no desenvolvimento de materiais e peças publicitárias de acordo com a identidade da marca. É importante lembrar que nem sempre serão os mesmos profissionais e agências que trabalharão no projeto. Com isso, o manual de identidade visual garante que mesmo nessas situações os conceitos e padrões se mantenham na comunicação da empresa.

Adobe Photoshop CC 2015 - Básico
Curso de Adobe Photoshop CC 2015 - Básico
CONHEÇA O CURSO

O que deve conter num manual da marca

Veremos agora, alguns itens indispensáveis para a construção de um manual da marca eficiente. Vale ressaltar que o manual não é uma apresentação, mas sim um guia. Por isso, ele precisa ser entendível não apenas por designers, mas também por profissionais de outras áreas.

1. Capa

Por questões estéticas, é interessante que o manual possua uma capa. Não precisa ser muito elaborada, com tanto que comunique a que empresa ele pertence.

2. Sumário

Se o manual for muito extenso, é interessante que possua um sumário para facilitar a utilização.

3. Apresentação da empresa

Nesse item é comum descrever um pouco sobre a empresa, assim como missões, valores e até mesmo informações de contato e sobre os donos e/ou responsáveis por ela.

4. Conceito da marca / Assinatura da marca

Nessa etapa vale falar um pouco sobre a concepção da marca e as ideias e elementos que conduziram o processo criativo. Pode-se também apresentar as diferentes (caso exista) assinaturas da marca (horizontal e vertical).

5. Cores institucionais

Talvez essa seja uma das informações mais importantes do manual. Diferenças de tonalidades são muito comuns em materiais de divulgação, principalmente nos impressos. Elas podem ocorrer também de acordo com o dispositivo onde são exibidas, por isso, a paleta de cores precisa ser bastante detalhada. Veja no exemplo abaixo:

6. Aplicações

Depois de apresentar as cores, é chegada a hora de aplicar a marca em diferentes cores para exemplificar o uso correto das mesmas.

7. Versões monocromáticas

Em determinadas ocasiões, a marca precisa ser apresentada em versões monocromáticas, por isso é imprenscindível que haja essa informação no manual.

8. Família tipográfica

Aqui, apresenta-se a família tipográfica utilizada na marca assim como as fontes secundárias, normalmente utilizadas em impressos, site, sinalizações.

9. Área de proteção

A área de proteção nada mais do que o espaço que deve existir entre o logo e os demais elementos dentro de uma comunicação, seja ela embalagem, anúncio ou qualquer outro material que apresente a marca. Isso garante a facilidade na leitura e a distinção dela dentre os outros elementos.
É comum utilizar uma letra ou um elemento da marca como parâmetro da área a ser delimitada. Veja um exemplo abaixo:

10. Proibições

Nesse tópico, serão exibidos exemplos de utilizações inadequadas do logotipo que deverão ser evitadas.

Adobe Photoshop CC 2015 - Básico
Curso de Adobe Photoshop CC 2015 - Básico
CONHEÇA O CURSO

Outras informações poderão ser adicionadas conforme o projeto, referentes por exemplo a itens de papelaria, cartão de visitas, plotagem de veículos, uniformes e assinatura de e-mail. Quanto mais completo um manual de identidade visual, menores serão os riscos para a marca.

Gostou do conteúdo? Tem alguma sugestão? Deixe o seu comentário abaixo! 🙂

Até a próxima!

Deixe seu comentário

Designer gráfico há 6 anos, especializado em branding. Formado em Publicidade, Propaganda e Criação pela Universidade Mackenzie de São Paulo.