Desenvolvimento Front-end Javascript

O que é o Vue.js?

Atualmente, graças à popularização do JavaScript, existe uma grande variedade de frameworks front-end para diferentes propósitos. Neste artigo, será abordado o Vue.js, um dos frameworks JavaScript SPA da atualidade.

cerca de 1 ano atrás

Atualmente, graças à popularização do JavaScript, existe uma grande variedade de frameworks front-end para diferentes propósitos. Neste artigo, será abordado o Vue.js, um dos frameworks JavaScript SPA da atualidade.

Afinal, o que é Vue.js?

É um framework JavaScript open source para a criação de aplicações web, criado por Evan You em 2014. O Vue.js possibilita criar aplicações de forma reativa. O Vue.js faz a utilização de um DOM virtual, o que faz com que seja extremamente performático na maioria das situações. Além disso, conta com uma arquitetura muito bem estruturada por meio da criação de componentes reusáveis.

Este framework é muito utilizado para criar aplicações SPA (Single Page Applications) e também para desenvolver vários outros tipos de interfaces, com foco na interação e experiência do usuário. Atualmente e não à toa, o Vue.js está entre os frameworks Javascript para criação de interfaces mais populares do mundo, devido à sua baixa curva de aprendizado, sua versatilidade e por oferecer uma solução bem completa – contando até mesmo com uma CLI, o Vue CLI.

Além disso, possui uma boa documentação oficial (inclusive em português) e sua comunidade é bem ativa e não para de crescer. Dessa forma, o Vue.js é um dos frameworks prediletos por parte dos desenvolvedores, como podemos ver pelo StackOverflow Insights.

Vantagens e desvantagens

Vantagens
  • Acessível: com um conhecimento básico em HTML, CSS e JavaScript, você já consegue construir uma aplicação básica;

  • Versátil: possui um ecossistema incremental e progressivo, oferecendo soluções prontas e padronizadas para a grande maioria das situações;

  • Excelente desempenho;

  • Progressivo: se você já tiver uma aplicação server-side por exemplo, você pode utilizar o Vue em apenas uma parte da aplicação, utilizando inclusive somente os módulos que sejam de fato necessários.

Desvantagens
  • Complexidade do paradigma reativo: este framework “leva a sério” os princípios da programação reativa, o que pode trazer um pouco de complexidade no começo;

  • Excesso de flexibilidade: o Vue.js é um framework extremamente flexível e não muito opinativo, o que pode trazer problemas de falta de padronização de código em algumas equipes e em projetos de maior escala;

  • Recursos um pouco mais limitados em relação a outros frameworks SPA: embora o Vue.js seja querido e conte com uma comunidade bem ativa, oferecendo uma série de soluções para os problemas mais comuns; o Vue.js ainda não conta com a mesma quantidade de recursos (como plugins) que seus concorrentes diretos possuem – o Angular e o React.

Vue.js - Criação de interfaces web
Curso Vue.js - Criação de interfaces web
Conhecer o curso

Considerações finais

Por fim, podemos ver que este é um framework que vem evoluindo, proporcionando cada vez mais recursos em relação às suas primeiras versões. É uma boa escolha para um framework JavaScript SPA, sendo bem simples de se trabalhar, se destacando pela sua simplicidade, sua progressividade e sua flexibilidade.

Por último e não menos importante, vale lembrar que não existe “o melhor framework”: essa escolha certamente irá variar muito de acordo com cada projeto. Para determinados projetos, o Vue.js pode ser a melhor solução; assim como para outros projetos talvez o Angular ou o React sejam escolhas melhores. Não existe o “melhor” ou o “pior” framework, e sim aquele que melhor se adeque à necessidade de cada projeto.

Autor(a) do artigo

Marylene Guedes
Marylene Guedes

Responsável pelo sucesso do cliente na TreinaWeb. Graduada em Gestão de Tecnologia da Informação pela FATEC Guaratinguetá, além de estudante de UX/UI.

Todos os artigos

Artigos relacionados Ver todos