O que é Symfony?

Software livre sobre a licença MIT, o Symfony é um Framework web escrito em PHP, lançado em 2005.

Sua comunidade conta com mais de 600.000 desenvolvedores de mais de 120 países, tornando a implementação de novas funcionalidades ao Framework um processo rápido.

É um Framework amplamente conhecido por ter sido um dos primeiros a trabalhar com componentes, possibilitando o reuso do seu código em diversos projetos open sources. Os principais pontos em sua filosofia são:

  • A utilização de melhores práticas de desenvolvimento;
  • A criação de aplicações profissionais, e;
  • A interoperabilidade de aplicações.

Padrão MVC

Utiliza o padrão de projeto MVC, que é basicamente:

  • Model: Parte lógica da aplicação que gerencia o comportamento dos dados. A camada de model apenas tem o necessário para que tudo aconteça, mas não sabe quando irá executar.

  • View: Gerencia a saída gráfica e textual da aplicação ao usuário final, não possuindo a responsabilidade de saber quando vai exibir os dados, apenas como irá exibi-los.

  • Controller: Essa é a camada que sabe quem chamar e quando chamar para executar determinada ação, comandando a visão e o modelo para se alterarem de forma apropriada.

Basicamente, o MVC funciona da seguinte forma:

Ao receber uma requisição, o Controller solicita ao Model as informações necessárias (que provavelmente virão do banco de dados), que as obtém e retorna ao Controller. De posse dessas informações, o Controller as envia para a View que irá renderizá-las.

Vantagens do Symfony

  • Orientado a objetos;
  • Possui ferramentas de depuração;
  • Suporte para ambientes de implantação;
  • Recursos avançados de segurança;
  • Documentação completa e bem explicada;
  • ORM: Fácil integração com Doctrine;
  • Integração com PHPUnit;
  • Versões mantidas por um longo período.

Componentes

Os componentes são um conjunto de bibliotecas PHP desacopladas e reutilizáveis, permitindo que sejam utilizadas em qualquer projeto PHP independentemente do Symfony Framework.

Dentre os vários componentes do Symfony, podemos citar:

  • DependencyInjection – Permite padronizar e centralizar a maneira como os objetos são construídos em sua aplicação;
  • Debug – Fornece ferramentas para facilitar a depuração de código PHP;
  • Form – Fornece ferramentas para facilitar a criação, processamento e reutilização de formulários HTML;
  • Mailer – Ajuda a implementar o envio de e-mails e fornece integração com os principais serviços.

Muitos outros componentes podem ser utilizados para te auxiliar na realização de suas aplicações. A lista de todos os componentes do Symfony você pode acessar neste link.

Os componentes do Symfony são usados nos principais projetos PHP. Alguns projetos importantes que fazem o uso são:

  • Laravel Framework
  • Yii Framework
  • Drupal
  • Joomla
  • Magento

É possível ver a lista completa de projetos que usam componentes do Symfony aqui.

Framework ou Micro-Framework?

A partir da versão 4 o Symfony possui uma ferramenta chamada Flex. Ela realiza a instalação e configuração de pacotes de uma maneira extremamente simples e automática. Isso permite ao desenvolvedor iniciar um projeto com o mínimo de dependências e “plugar” novas funcionalidades quando necessário. Baseado nesse recurso quando vamos instalar o Symfony podemos escolher entre uma aplicação mínima com características de micro-framework ou uma aplicação completa, com características de framework.

Quando usamos a estrutura completa do Symfony temos as principais características de um framework:

  • Completo;
  • Integrado;
  • Padronizado;
  • Fácil de deployar.

Quando usamos a estrutura mínima, podemos citar as seguintes características:

  • Leve;
  • Altamente customizável;
  • “Rápido”;
  • Ideal para cenários com micro-serviços.

Ou seja, desta forma, o Symfony traz o melhor dos dois mundos onde atenderá desde aplicações menores a aplicações mais robustas.

Caso ainda não tenha ficado claro a diferença entre Framework e Micro-Framework, temos aqui no blog dois artigos bem legais sobre o assunto. Basta clicar sobre os links. 🙂

Atualizações e Suporte

O Symfony possui cronogramas muito bem definido de manutenção de correções e suporte para cada uma das versões lançadas. Isso garante uma segurança maior, principalmente para projetos corporativos.

As versões comuns contam com 6 meses de suporte a correções e 1 ano de suporte de segurança, enquanto as versões LTS (long term support) 3 anos de suporte para correção e 4 anos de suporte para segurança, sendo a segunda a versão mais indicada para uso em produção.

A cada 6 meses uma nova versão minor é lançada, conforme o cronograma acima. Atualmente estamos na versão 4.3, a versão LTS atual é a 3.4 e a próxima versão LTS é a 4.4 que será lançada em novembro.

Concluindo

O Symfony é um ótimo framework para a criação de aplicações, independente do seu tamanho. Neste artigo vimos algumas de suas principais características.

Deixe seu comentário
Share

Graduanda em Sistemas de Informação pelo Instituto Federal da Bahia.

JUNTE-SE A MAIS DE 150.000 PROGRAMADORES