O que são microsserviços?

O termo “microsserviços” tem sido muito utilizado nos últimos anos. Confira neste artigo o que é um microsserviço e quando utilizá-lo.

Afinal, o que vem a ser os microsserviços?

Microsserviços são uma abordagem de arquitetura para a criação de aplicações, onde cada pedaço dessa aplicação é desenvolvido e disponibilizado de forma independente. Cada processo da aplicação é executado como um serviço.

Quando falamos em microsserviços, estamos nos referindo a uma funcionalidade que pode ser dividida em partes menores. Desse modo, essas pequenas partes se comunicam por meio de uma interface bem definida usando APIs. Em outras palavras, como são executados de forma independente, cada serviço pode ser atualizado e implantado para atender às demandas de uma aplicação.

Uma arquitetura de microsserviços é um estilo moderno de arquitetura para web services, o que nos remete a outra arquitetura: a SOA. A SOA é uma alternativa à abordagem tradicional de construção de aplicações autossuficientes, as quais chamamos de monolíticos.

Se forem construídos corretamente, os serviços independentes não afetarão uns aos outros, ou seja: se um deles falhar, o restante da aplicação permanecerá em funcionamento, ao contrário do modelo monolítico.

O que são aplicações monolíticas e quais os problemas?

Ao contrário dos microsserviços, as aplicações monolíticas tem todas suas funcionalidades em um único processo, fazendo com que tenha um grande conjunto de funcionalidades em uma única estrutura, gerando alto acoplamento e indisponibilidade de toda a aplicação caso haja alterações ou implantação, mesmo que haja apenas um único ponto de falha.

Ainda assim, ele é interessante para aplicações pequenas, mas caso você esteja trabalhando com uma aplicação um pouco maior, alguns problemas podem surgir.

Quais são os benefícios da arquitetura de microsserviços?

A utilização de microsserviços pode trazer muita produtividade, pois você pode desenvolver vários microsserviços ao mesmo tempo, com diversos desenvolvedores trabalhando de forma simultânea na mesma aplicação com abordagens diferentes (como tecnologias envolvidas). Nesse sentido, temos nossas equipes bem focadas em suas tarefas, resultando em mais produtividade em menos tempo e um trabalho mais eficiente.

Flask - Fundamentos
Curso de Flask - Fundamentos
CONHEÇA O CURSO

Vantagens e desvantagens de se utilizar microsserviços

Vantagens
  • agilidade: com os deploys e testes independentes, temos uma maior agilidade no desenvolvimento e na implantação;
  • baixo acoplamento: com as aplicações são independentes, elas não possuem um acoplamento forte entre si. Isso facilita processos de manutenção, implantação e monitoramento;
  • escalabilidade flexível: cada serviço e funcionalidade pode ser escalado de maneira mais adequada e granular. Com isso, é possível obter até mesmo economia na manutenção da infraestrutura, pois o hardware pode ser escalado de maneira mais efetiva;
  • flexibilidade para implantação de tecnologias heterogêneas: como não existe acoplamento explícito e cada serviço é independente, podemos ter diferentes serviços escritos em diferentes tecnologias comunicando-se entre si. Isso permite utilizar linguagens mais adequadas para diferentes situações.
Desvantagens:
  • Complexidade na implementação e operação de sistemas distribuídos: sistemas distribuídos trazem complexidades adicionais, como monitoramento, consistência e distribuição de transações, pulverização de fontes de dados etc.;
  • Testes: testar uma aplicação com muitas dependências de serviços pode ser desafiador.

Quando deve-se considerar utilizar essa abordagem?

É preciso entender quando e como usar corretamente uma arquitetura orientada a microserviços. Pontos como complexidade do negócio, tamanho da equipe e distribuição das atividades são pontos relevantes a serem considerados. Caso contrário, a chance da adoção de uma arquitetura orientada a microserviços fracassar cresce consideravelmente.

Por isso, alguns casos que devem ser levado em conta ao utilizar a abordagem de microsserviços é em aplicações grandes e complexas. Essas aplicações geralmente precisam de uma alta taxa de velocidade de liberação, além de precisarem ser altamente escaláveis e disponíveis.

Considerações finais…

Os microsserviços são parte importante da estratégia de desenvolvimento de projetos distribuídos e altamente escaláveis. A utilização de microsserviços facilitam a escalabilidade e na agilidade do desenvolvimento, acelerando o tempo de introdução de novos recursos.

Deixe seu comentário

Responsável pelo sucesso do cliente na TreinaWeb. Graduada em Gestão de Tecnologia da Informação pela FATEC Guaratinguetá, além de estudante de UX/UI.

© 2004 - 2019 TreinaWeb Tecnologia LTDA - CNPJ: 06.156.637/0001-58 Av. Paulista, 1765, Conj 71 e 72 - Bela Vista - São Paulo - SP - 01311-200