Eclipse

Principais IDEs para desenvolvimento PHP

O que é uma IDE (Ambiente de Desenvolvimento Integrado)?

IDE ou Integrated Development Environment (Ambiente de Desenvolvimento Integrado) é um software que auxilia no desenvolvimento de aplicações, muito utilizado por desenvolvedores, com o objetivo de facilitar diversos processos (ligados ao desenvolvimento), que combinam ferramentas comuns em uma única interface gráfica do usuário (GUI). Neste artigo veremos as principais IDEs para desenvolvimento PHP.

No artigo “O que é uma IDE”, exploramos algumas características, vantagens e desvantagens em sua utilização. De maneira simplificada, podemos dizer que, para o desenvolvedor, é uma forma de criar aplicações de maneira mais rápida, uma vez que estas IDEs auxiliam em todo o processo de desenvolvimento de uma aplicação, provendo diversos benefícios, como a análise de todo o código a ser escrito para identificar bugs causados por um erro de digitação, autocompletam trechos de códigos, e etc.

Abaixo veremos as principais IDEs para desenvolvimento PHP.

PHP - Fundamentos
Curso de PHP - Fundamentos
CONHEÇA O CURSO

Principais IDEs para desenvolvimento PHP

Eclipse

Logo do Eclipse

Lançada em 2001 pela IBM, sobre a licença EPL (Eclipse Public Licence), o Eclipse é uma IDE para desenvolvimento em PHP que também suporta diversas outras linguagens apenas com a instalação de plugins (C/C++, Java, Kotlin, Python, entre outras).

Multiplataforma, é possível realizar seu download em diferentes sistemas operacionais como windows, linux e macOS.

Mesmo sendo muito conhecida para o desenvolvimento Java, o Eclipse possui um projeto chamado “PHP Development Tools“, uma versão da IDE com suporte completo ao PHP, tendo como principais features:

  • Validação de sintaxe;
  • Navegação de código;
  • Formatação de código, dentre outros.

O Eclipse é uma excelente IDE, muito utilizada no mercado. Seu uso facilita a criação de aplicações PHP.

O download do Eclipse poderá ser realizado em seu próprio site, já o download do PHP Development Tools, no site secundário.

PHP Intermediário
Curso de PHP Intermediário
CONHEÇA O CURSO

PHPStorm

LOGO PHPSTORM

Disponibilizada oficialmente em 2009 pela JetBrains, o PHPStorm é uma das IDEs mais utilizadas por desenvolvedores PHP.

É uma IDE rica de funcionalidades que facilitam a implementação de aplicações PHP. O PHPStorm também provê recursos para ajudar o desenvolvedor, como um editor de código SQL, plugins para JavaScript, entre outros.

Dentre suas principais vantagens, podemos citar:

  • Fornece análise de código;
  • Multiplataforma;
  • Suporta diversos frameworks PHP, como Laravel, Zend Framework;
  • Possui suporte a testes unitários integrado;
  • Suporte para VCS;
  • Possui suporte a bancos de dados SQL;
  • Compatível com o HTML5;
  • Preenchimento de código inteligente;
  • Verificação dinâmica de erros, entre outros.

Além de todas essas vantagens, o PHPStorm conta com desenvolvimento multitecnologias, onde, além do PHP, oferece suporte para CoffeeScript, TypeScript, JavaScript, SQL, HTML/CSS, linguagens de modelo, AngularJS, Node.js e muitas outras.

O download do PHPStorm é feito em seu próprio site, onde é possível acompanhar todas as suas novidades, recursos, suporte e muito mais.

PHP Avançado
Curso de PHP Avançado
CONHEÇA O CURSO

Visual Studio Code

Visual Studio Code

Apesar de ser um editor de textos para desenvolvedores, o Visual Studio Code (ou vscode), é tão completo que é frequentemente confundida como uma IDE.

Criada pela Microsoft, o vscode é um editor de código open source, multiplataforma e com diversos recursos para o desenvolvimento PHP.

Possui suporte nativo ao JavaScript, TypeScript, JSON, HTML, CSS e outras tecnologias, também é possível instalar plugins para melhorar o suporte para outras tecnologias, como o PHP.

Muito utilizado na comunidade, o VScode, mesmo não sendo uma IDE, é tão poderosa quanto.

Para instalar o vscode, é só acessar sua página oficial e realizar seu download.

Principais IDEs para desenvolvimento Python

O que é uma IDE (Ambiente de Desenvolvimento Integrado)?

IDE ou Integrated Development Environment (Ambiente de Desenvolvimento Integrado) é um software que auxilia no desenvolvimento de aplicações, muito utilizado por desenvolvedores, com o objetivo de facilitar diversos processos (ligados ao desenvolvimento), que combinam ferramentas comuns em uma única interface gráfica do usuário (GUI). Neste artigo veremos as principais IDEs para desenvolvimento Python.

No artigo “O que é uma IDE”, exploramos algumas características, vantagens e desvantagens em sua utilização. De maneira simplificada, podemos dizer que, para o desenvolvedor, é uma forma de criar aplicações de maneira mais rápida, uma vez que estas IDEs auxiliam em todo o processo de desenvolvimento de uma aplicação, provendo diversos benefícios, como a análise de todo o código a ser escrito para identificar bugs causados por um erro de digitação, autocompletam trechos de códigos, e etc.

Abaixo veremos as principais IDEs para desenvolvimento Python.

Python - Fundamentos
Curso de Python - Fundamentos
CONHEÇA O CURSO

Principais IDEs para desenvolvimento Python

Eclipse

Logo do Eclipse

Lançada em 2001 pela IBM, sobre a licença EPL (Eclipse Public Licence), o Eclipse é uma IDE para desenvolvimento em Python que também suporta diversas outras linguagens apenas com a instalação de plugins (C/C++, PHP, Java, Kotlin, entre outras).

Multiplataforma, é possível realizar seu download em diferentes sistemas operacionais como windows, linux e macOS.

Dentre suas principais características podemos citar:

  • Tecnologia baseada em plugins: Através da instalação de plugins, o desenvolvedor poderá incrementar as funcionalidades do Eclipse;
  • Fornece vários pacotes de desenvolvimento para o Python: Com o Eclipse podemos instalar diversos pacotes de desenvolvimento para facilitar a codificação de aplicações Python (seja web ou script).

O Eclipse é uma excelente IDE, muito utilizada no mercado. Seu uso facilita a criação de aplicações Python tanto para Desktop ou Web. O download do Eclipse poderá ser realizado em seu próprio site.

Python - Estrutura de dados - Parte 1
Curso de Python - Estrutura de dados - Parte 1
CONHEÇA O CURSO

PyCharm

Logo do PyCharm

Lançado em 2010 pela JetBrains, o PyCharm é uma das IDEs mais utilizadas por quem programa em Python.

Multiplataforma, é uma IDE utilizada por diversas empresas, como Twitter, Symantec, HP, Groupon, entre outras.

Dentre suas principais vantagens, podemos citar:

  • Fornece análise de código;
  • Suporta desenvolvimento da Web com Django;
  • Possui suporte a testes unitários integrado;
  • Suporte para VCS;
  • Depurador gráfico;
  • Recurso de desenvolvimento remoto;
  • Preenchimento de código inteligente;
  • Integração com ferramentas e bibliotecas, como NumPy e Matplotlib, permitindo o desenvolvedor trabalhar com visualizadores de matriz e gráficos interativos;
  • Verificação dinâmica de erros, entre outros.

Além de todas essas vantagens, o PyCharm conta com desenvolvimento multitecnologias, onde, além do Python, oferece suporte para CoffeeScript, TypeScript, Cython, JavaScript, SQL, HTML/CSS, linguagens de modelo, AngularJS, Node.js e muitas outras.

O download do PyCharm é feito em seu próprio site, onde é possível acompanhar todas as suas novidades, recursos, suporte e muito mais.

Jupyter Notebook

Logo do Jupyter

Criada em 2014, derivado do IPython, o Jupyter Notebook é baseada na estrutura servidor-cliente, que permite a manipulação de documentos.

O nome do projeto, é uma referência às três principais linguagens de programação que são suportadas pelo Jupyter: Julia, Python e R.

o Jupyter Notebook independe de linguagem e suporta diversos ambientes de execução, entre elas: Julia, R, Haskell, Ruby, e o próprio Python.

Dentre suas principais vantagens, podemos citar:

  • Ambiente interativo de ciência de dados;
  • Excelente opção para quem inicia na ciência de dados;
  • Suporte a remarcações;
  • Permite a adição de componentes HTML de imagens e vídeos;
  • Edição de código atraente, entre outros.

Para instalar o Jupyter Notebook basta acessar o seu site, onde você também encontrará toda a sua documentação, blog, novidades e muito mais.

Python - Orientação a objetos
Curso de Python - Orientação a objetos
CONHEÇA O CURSO

Spyder

Logo do Spyder

Multiplataforma e de código aberto, o Spyder é outra opção para desenvolvedores Python, muito utilizado principalmente por cientistas de dados, já que possui integração com as principais bibliotecas como NumPy, SciPy, Matplotlib e IPython.

Lançado sobre a licença MIT em 2009, é mantido atualmente por uma equipe de desenvolvedores científicos em Python e pela comunidade.

Dentre suas principais características, podemos citar:

  • Combinação exclusiva das funcionalidades avançadas de edição, análise, depuração e criação;
  • Sistema de plugins;
  • Pode ser utilizado como uma biblioteca de extensão PyQt5;
  • Console interativo, entre outros.

O download do Spyder poderá ser feito em seu site, onde também é possível verificar seus plugins, componentes e muito mais.

Principais IDEs para desenvolvimento Java

IDE ou Integrated Development Environment (Ambiente de Desenvolvimento Integrado) é um software que auxilia no desenvolvimento de aplicações. Desta forma, combinam ferramentas comuns em uma única interface gráfica do usuário (GUI).

No artigo anterior, exploramos algumas características, vantagens e desvantagens em sua utilização, porém podemos dizer que, para o desenvolvedor, é uma forma de criar aplicações de maneira mais rápida, uma vez que estas IDEs auxiliam em todo o processo de desenvolvimento de uma aplicação.

Além disso, as IDEs proveêm diversos benefícios, como a análise de todo o código a ser escrito para identificar bugs causados por um erro de digitação, autocompletam trechos de códigos, e etc.

Java - Fundamentos
Curso de Java - Fundamentos
CONHEÇA O CURSO

Sendo assim, veremos neste artigo as principais IDEs para desenvolvimento em Java.

Principais IDEs para desenvolvimento em Java

Eclipse

Logo do Eclipse

Lançada em 2001, possuindo como autor a IBM, sobre a licença EPL (Eclipse Public Licence), o Eclipse é uma IDE para desenvolvimento em Java que também suporta diversas outras linguagens apenas com a instalação de plugins (C/C++, PHP, Python, Kotlin, entre outras).

Dentre suas principais características podemos citar:

  • Multiplataforma: Pode ser executado nos diferentes sistemas operacionais (Windows, Linux e macOS);
  • Tecnologia baseada em plugins: Através da instalação de plugins, o desenvolvedor poderá incrementar as funcionalidades do Eclipse;
  • Pacotes de desenvolvimento: Podemos utilizar diversos pacotes de desenvolvimento para criar diferentes tipos de aplicações com Java (Web e Desktop);
  • Uso de SWT (Standard Widget Toolkit): Widget toolkit para uso com a plataforma Java;
  • Criação de aplicações gráficas multiplataforma: Com o Eclipse podemos criar interfaces gráficas para aplicações Java.

O Eclipse é uma excelente IDE, muito utilizada no mercado. Desta forma, seu uso facilita a criação de aplicações Java tanto para Desktop ou Web.

O download do Eclipse poderá ser realizado em seu próprio site.

NetBeans

Logo do NetBeans

O NetBeans é uma IDE gratuita e de código fonte aberto para desenvolvimento Java, porém extensível para diversas outras linguagens, como PHP, Python, JavaScript, etc.

Lançada em dezembro de 2000, o NetBeans é uma das principais IDEs para o desenvolvimento Java.

Inicialmente desenvolvido como um software proprietário, em 2010, ao ser adquirido pela Oracle, o NetBeans se tornou parte do ecossistema Java, alavancando ainda mais sua utilização e popularidade.

Porém, em 2016, a Oracle propôs mover o projeto NetBeans para um projeto aberto dentro da Apache, o chamando de Apache NetBeans.

Dentre suas principais características, podemos citar:

  • Multiplataforma: Podemos utilizar o NetBeans nos principais sistemas operacionais do mercado (Windows, Linux e macOS);
  • Melhor suporte ao Java: Por fazer parte do ecossistema do Java, é a IDE oficial e recomendada pela própria Oracle;
  • Criação de interfaces: Possui suporte para criação de interfaces para aplicações web, desktop e mobile.

IDE oficial para o desenvolvimento Java, seja ela Desktop ou Web.

Em seu site é possível baixar o NetBeans, além de visualizar suas características.

IntelliJ

Logo do IntelliJ

O IntelliJ IDE é uma das principais IDEs do mercado.

Criada pela Jetbrains, uma empresa especializada no desenvolvimento de IDEs, o IntelliJ teve um crescimento impressionante nos últimos anos.

Apesar de ter sido lançada em 2001, foi a partir de 2010 que a IDE começou a ser reconhecida no mercado.

Em 2014, a Google anunciou que o Android Studio, uma IDE baseada no IntelliJ IDE para criação de aplicações Android, seria a IDE oficial para o desenvolvimento Android. Com este anúncio, as IDEs desenvolvidas pela Jetbrains ganharam mais visibilidade.

Dentre suas principais características, podemos citar:

  • Assistente de código: Possui um ótimo assistente de código, autocompletando trechos de sentenças para facilitar a criação de aplicações;
  • Uso de plugins: É possível desenvolver em diferentes tecnologias com o IntelliJ (Python, Dart, etc) com o uso de plugins;
  • Suporte nativo ao Kotlin: Podemos desenvolver aplicações utilizando o Kotlin, linguagem baseada no Java criada pela própria Jetbrains.

O IntelliJ cresceu muito nos últimos anos, se tornando uma das principais IDEs para o desenvolvimento de aplicações Java.

O IntelliJ possui duas versões, a “Ultimate” que possui diversos recursos, como ferramentas de bancos de dados, suporte nativo ao Spring e detecção de duplicidades.

Java - Orientação a objetos
Curso de Java - Orientação a objetos
CONHEÇA O CURSO

Já sua versão “Community”, um pouco mais limitada, porém completa o bastante para os principais desenvolvedores do mercado.

O download do IntelliJ pode ser feito em seu site oficial.

Podemos concluir que…

Como sabemos, uma IDE facilita (e muito) o desenvolvimento de aplicações, independente da linguagem e tecnologia que utilizamos.

No Java, o número de IDEs é bem alto, por isso, precisamos estudar bem a ferramenta que será utilizada em nossos projetos.

Neste artigo vimos algumas das principais opções do mercado, que possuem features essenciais e que facilita o desenvolvimento de nossos projetos.

Criando um executável para uma aplicação Java

Recentemente, conversando com um dos nossos alunos, ele comentou as dificuldades dele em relação a criação de um instalador para uma aplicação Java. Como atualmente a maioria das aplicações são web, há pouco material em relação a criação de instaladores para aplicações desktop.

Para suprir um pouco desta necessidade, criarei uma série de dois artigos explicando como gerar um arquivo executável de uma aplicação Java e como criar um instalador para este executável.

Como o título do artigo indica, neste primeiro irei abordar a criação de um executável.

Java - Fundamentos
Curso de Java - Fundamentos
CONHEÇA O CURSO

Gerando o arquivo jar da aplicação

jar (Java Archive) é um formato de arquivo compactado que geralmente é utilizado para agrupar arquivos de classes Java e recursos associados (imagens, bibliotecas, etc.). Caso uma das classes agrupadas neste arquivo definir um método main, ele funcionará quase como um executável, com a diferença que necessitará do JRE (ou JDK) para ser executado. Caso nenhuma classe possua um método main o arquivo jar funcionará como uma biblioteca de classes que pode ser referenciada em outros projetos.

Para este artigo iremos gerar um arquivo jar de uma aplicação JavaFX, assim ele funcionará como um executável. Esta aplicação é abordada no nosso curso de JDBC e você pode obter o código dele no nosso repositório no Github.

Como esta aplicação define acesso ao banco de dados, antes de gerar o arquivo jar é necessário alterar os dados de conexão. Estes dados devem ser alterados de forma que reflitam os dados que serão utilizados quando a aplicação for instalada em outra máquina.

Por exemplo, caso a aplicação utilize um banco de dados online, deve ser informado os dados deste banco. Se no momento da instalação da aplicação, o banco de dados também for instalado, então os dados devem refletir as configurações deste banco.

Neste caso a opção mais simples seria utilizar um banco de dados online, mas para demostrar a segunda alternativa, optarei por instalar o banco em conjunto com a aplicação. Desta forma, estou utilizando os dados abaixo:

urlConexao=jdbc:mysql://localhost:3306/appjavafx?useSSL=false&serverTimezone=UTC
usuarioConexao=appjavafx
senhaConexao=app1java2fx3

Com isso configurado, vamos gerar o jar da aplicação no Eclipse.

Nesta IDE, selecione o projeto no Package Explorer, tw-agenda-fx neste exemplo:

Clique com o botão direito do mouse e selecione a opção “Export“:

Será apresentada uma tela. Nela procure por jar:

Selecione a opção “Runnable JAR file” e clique em “Next“:

Nesta tela é necessário configurar o arquivo jar que será criado. Em “Launch configuration” selecionamos a configuração de execução da aplicação (ao ser executada pelo menos uma vez, o Eclipse já terá criado esta configuração). Já em “Export destination” é informado o local onde o arquivo jar será salvo.

Por fim, em “Library handling“, caso o projeto referencie outras bibliotecas é importante marcar a opção “Extract required libraries into generated JAR” ou “Package required libraries into generated JAR“. Assim, as classes das bibliotecas utilizadas pela aplicação, ou o arquivo JAR delas, serão adicionadas no arquivo jar gerado.

Para esta aplicação em questão, optarei pela opção “Package required libraries into generated JAR“.

Também repare que há um aviso que esta aplicação define argumentos para a JVM, mas este é um detalhe que pode ser ignorado.

Clique em Finish para gerar o arquivo jar:

Para verificar se está tudo certo com o arquivo testado, no prompt de comando execute o comando abaixo:

java -jar AppJavaFx.jar

Se a aplicação for iniciada é porque está tudo certo com ela.

Java - Banco de dados e JDBC
Curso de Java - Banco de dados e JDBC
CONHEÇA O CURSO

Gerando o arquivo EXE

EXE é a extensão dos arquivos executáveis do Windows. Para transformar um arquivo jar em exe é necessário utilizar alguma aplicação de terceiro. Existem algumas disponíveis, mas a mais simples e mais utilizado, além de ser gratuita é a Launch4j. Com esta aplicação é possível transformar o arquivo jar em um executável de Windows, Linux ou Mac.

Neste artigo focaremos na versão de Windows, mas o processo é igual para os demais ambientes.

O Launch4j pode ser baixado no seu site: http://launch4j.sourceforge.net/

Após instalá-lo e executá-lo, será apresentada a tela abaixo:

Esta ferramenta possui muitas funcionalidades, mas aqui vamos focar apenas nos pontos necessários para gerar o executável. Na primeira tela informe o caminho do arquivo exe, do jar e um ícone:

E em JRE iremos informar o caminho do JRE:

O JRE informado acima é uma versão que gerei utilizando a ferramenta jlink e é importante marcar a opção “Only use private JDK runtimes“. Com isso o Launch4j configurará o executável a utilizar apenas este JRE e ele poderá ser incluído no instalador da aplicação. Por isso o caminho acima deve ser relativo a localização do executável.

Caso não queira gerar um JRE, você também pode informar um JDK.

Após a configuração, clique na seta para gerar o executável. Ou o salve em um arquivo xml e gere com a aplicação launch4jc:

launch4jc config.xml

Para verificar se tudo está correto, você pode executar o executável gerado. Se a aplicação for exibida é porque o arquivo foi criado corretamente.

Com este executável criado, já poderemos criar o instalador, que abordarei na segunda parte desta série. Então até lá!

© 2004 - 2019 TreinaWeb Tecnologia LTDA - CNPJ: 06.156.637/0001-58 Av. Paulista, 1765, Conj 71 e 72 - Bela Vista - São Paulo - SP - 01311-200