Posts da Tag: estudos - Blog da TreinaWeb

Carreira Estudos

Por que investir em uma carreira de tecnologia?

Aquele momento de decidir uma carreira, ou simplesmente mudar a área de atuação, é sem dúvida uma etapa importante na vida de qualquer indivíduo. É preciso avaliar bem as vantagens e desvantagens de determinado caminho profissional, bem como analisar questões relacionadas ao salário e oportunidades de crescimento. Para você que está pensando investir em uma carreira de tecnologia, iremos destacar alguns pontos que podem ser do seu interesse.

Crescimento do setor de tecnologia

Primeiramente, uma das áreas que mais crescem no Brasil é a de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). De acordo com dados da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), somente entre janeiro e outubro de 2020, o país criou 20 mil empregos, apesar das adversidades geradas pela pandemia do coronavírus.

“O setor de TIC é o que tem se mostrado mais resiliente frente a outros setores do mercado de trabalho nacional, continua crescendo e gerando empregos mesmo apesar da pandemia”, destaca o relatório de resiliência econômica da Associação.

Uma qualificação em tecnologia pode inserir um profissional em diversas áreas requisitadas pelo mercado de trabalho: programação (que corresponde a cerca de 40% das vagas), engenharia de software, cloud computing, data science, inteligência artificial, analista de segurança e de sistemas, gestão de projetos em TI, entre outras.

Diante deste panorama, dados da Brasscom ainda destacam que o Brasil deve demandar mais profissionais especializados em tecnologia nos próximos anos. Segundo o relatório setorial de Tecnologia da Informação e Comunicação, até 2024, o país poderá ter um crescimento de 420 mil profissionais atuando na área de tecnologia.

Investimento no mercado de tecnologia

Embora o mercado esteja investindo na área de tecnologia, devido ao crescimento do setor a cada ano, não há profissionais com a formação e o conhecimento necessário em número suficiente. Por isso, não é incomum que empresas disputem profissionais especializados, e que este escolha a melhor oportunidade, de acordo com a cultura corporativa e com os benefícios de cada empresa.

Segundo dados de um levantamento realizado pela Catho, a média salarial de um profissional Junior no mercado de tecnologia é de R$ 2.400,00 e de um Gerente de Tecnologia da Informação é de R$ 9.100,00 – obviamente podendo variar entre as qualificações e experiências.

Por outro lado, as organizações também se queixam da falta de profissionais com certificações em tecnologia e com linguagens de programação mais recentes, por isso o estudo continuo deve fazer parte da vida deste profissional.

Como investir em uma carreira de tecnologia?

Com o crescimento de startups e de empresas que estão adotando uma cultura mais flexível, as organizações estão valorizando mais a proatividade e a comprovação de conhecimentos, do que necessariamente diplomas universitários.

Diante disso, diversas empresas costumam contratar programadores e outros tipos de profissionais de tecnologia que são autodidatas. E esta é uma das principais habilidades que qualquer pessoa que deseja atuar nesta área precisa desenvolver: aprender sozinho e de maneira otimizada.

Assim sendo, vale destacar que os cursos da TreinaWeb permitem que você vá do zero ao profissional nas tecnologias mais utilizadas no mercado atual. Aliás, temos diversas dicas para programadores iniciantes e para impulsionar sua carreira como desenvolvedor caso você já atue.

Considerações finais

Para conquistar as melhores vagas na área que mais tem demanda por novos profissionais, é necessário ser curioso, criativo, proativo, mas também ser flexível para trabalhar com diferentes equipamentos e sistemas.

A tecnologia está diretamente ligada a melhorar a vida das pessoas e da sociedade. Um profissional desta área deve usar sua criatividade frequentemente para desenvolver ferramentas, programas, sistemas e/ou aplicativos que interfiram positivamente na rotina das pessoas.

Todas as novidades que surgem no universo digital e, posteriormente, todos agradecem a existência por facilitar o dia a dia, vieram de um profissional de TI. Caso você ainda tenha dúvidas, saiba que eu mesmo mudei do jornalismo para a tecnologia. Até aqui está valendo a pena.


Desenvolvimento Front-end

5 motivos para estudar React

Utilizada em milhares de aplicações, o JavaScript certamente está entre as linguagens de programação mais importantes. Isso tudo se deve também aos frameworks e bibliotecas que a tem como base, fazendo com que o JavaScript atinja novos patamares constantemente. Sendo assim, este artigo irá lhe apresentar cinco motivos para você aprender a biblioteca JavaScript mais famosa da atualidade: o React.

React está em alta no mercado

Podemos nos basear em dois indicadores de que algo está em alta no mercado: o alto número de pessoas que estão envolvidas e a quantidade de empresas que estão utilizando a ferramenta, sejam elas grandes, médias ou pequenas empresas. No caso do React, ambos estão em alta! Além disso, também podemos ver uma grande quantidade de oferta de vagas que pedem essa biblioteca. Aprender algo que tem uma boa aceitação no mercado é excelente.

Um dos fatores de sua popularidade é por ele ter sido criado pelo Facebook. Essa biblioteca de código aberto, que faz parte dos projetos open-source do Facebook, faz com que ele realmente ganhe muita visibilidade.

Segundo uma pesquisa do Stack Overflow deste ano (2020), podemos ver alguns indicadores. Ao focar puramente em estruturas da web, vemos que jQuery ainda é o líder, mas está lentamente perdendo terreno. Enquanto isso, o React vem aumentando sua participação no mercado.

Também podemos ver como os desenvolvedores gostam dessa biblioteca: ela está no topo entre os frameworks/bibliotecas mais amados e procurados.

Do React para o React Native

Ao aprender essa biblioteca, você não somente aprende como fazer interfaces web melhores, como pode usar os mesmos conceitos para fazer aplicativos para Android e iOS. Ao aprender o React, você pode complementar seus estudos com o React Native. O React Native também é disponibilizado de forma open-source pelo Facebook, permitindo criar aplicações móveis com interface nativa para iOS e Android. Ele se utiliza dos mesmos conceitos e design do React, exigindo baixo nível de esforço.

O React é flexível

Essa é uma ótima vantagem que resume bem um dos motivos para se aprender o React: ele é flexível e facilita a interface com outras bibliotecas e frameworks. Além disso, mesmo sendo uma bibioteca SPA, ele torna possível escrever aplicações que renderizam no servidor através do Next.js, fazendo com que as páginas carreguem mais rapidamente.

React - Introdução
Curso de React - Introdução
CONHEÇA O CURSO

Uso de componentes reutilizáveis

Uma das suas principais características é a utilização de componentes que, em conjunto, criam uma interface. Com ele, você pode criar, reutilizar e combinar componentes no seu código. Um componente é como se fosse uma função JavaScript que permite dividir a interface em partes independentes e reutilizáveis, livre de outras dependências externas.

Nós podemos reutilizar um simples componente em múltiplas interfaces, onde componentes podem conter outros componentes. Isso facilita a manutenibilidade e o acompanhamento do código.

Facilidade no aprendizado

React, antes de tudo, é JavaScript. Se você já tem experiência com JavaScript, é possível absorver toda a proposta do React facilmente, criando aplicações modernas com pouco tempo de estudo. Considerando todos os itens acima, podemos afirmar que hoje, certamente, ele está entre os melhores frameworks JavaScript disponíveis no mercado.

Desenvolvedores iniciantes, antes de iniciarem seus estudos em algum framework ou biblioteca (no caso do React), devem adquirir uma boa base de front-end. Estude primeiro os fundamentos, conceitos, HTML, CSS e JavaScript. Aí sim depois você estará pronto para iniciar no mundo do React.


Estudos

Dicas de como estudar programação

Na área de programação sabemos que a parte teórica é muito importante, mas de nada adianta você apenas ler, ver vídeos, tutoriais… se você não colocar a mão na massa – nesse caso, no código.

Praticar é essencial, ainda mais se você está iniciando na área ou está a procura da primeira oportunidade. Além disso, em muitas entrevistas para vagas de desenvolvedores, há a parte prática, que pode ser realizada junto ao recrutador e outras pessoas da área de TI que te acompanham quanto também em um teste que você deve enviar. Por isso, ter tido essa prática também te ajudará a ganhar confiança para esses processos.

Veremos então como você pode melhorar sua habilidade em programação e resolução de problemas.

Crie um software / app para alguém que precise

Provavelmente há várias pessoas perto de você precisando automatizar tarefas, seja pessoal ou no profissional. Por isso, nada melhor do que você se oferecer para ajudar. No começo, mesmo que não seja remunerado, é uma ótima maneira de você treinar e colocar seu projeto para funcionar. Pode ser algo pequeno, nada muito grandioso. Assim você consegue ver seu software/app funcionando com usuários reais, podendo até disponibilizá-lo para outras pessoas depois.

Além disso, você ainda incrementa seu portfólio. Se possível também coloque todos os repositórios dos seus programas no Github.

Desenvolvedor React
Formação: Desenvolvedor React
O React é utilizado por várias empresas em suas aplicações por sua simplicidade e poder, como Facebook, Instagram, Whatsapp, Netflix e DropBox. Nesta formação veremos todo poder desta biblioteca tão poderosa.
CONHEÇA A FORMAÇÃO

CodeWars

CodeWars é um site onde você consegue resolver diversos tipos de exercícios nas mais diferentes linguagens de programação.

Segundo o próprio site, nele você pode melhorar suas habilidades treinando com outras pessoas em desafios reais de código. É um ambiente gamificado, onde você vai progredindo ganhando posições e honras. Existem desafios dos mais variados níveis, indo do nível básico até um nível extremamente avançado.

Essa é uma opção, mas existem várias outras plataformas com o mesmo propósito.

Escolha cursos que tenham bastante prática

A parte teórica é muito importante, pois os conceitos te darão uma boa base para aprender o que vier pela frente. Mas também devemos nos atentar à parte prática quando adquirimos cursos – sejam eles presenciais ou online.

O melhor método é essa combinação de teoria e prática, pois somente a prática te fará a ser um copiador de códigos e não é isso que queremos: você deve saber como e o por que de estar fazendo aquilo.

Para incrementar essa parte prática, aqui na TreinaWeb temos os “Projetos Práticos”, onde você inicia a criação de uma aplicação literalmente do zero; e o “Direto ao ponto” que são bem diretos e práticos abordando um determinado tema.

Também temos o Tw Dev Server, uma ferramenta para te ajudar ainda mais nos estudos, seja servindo arquivos ou simulando um back end com api e banco de dados.

E você tem mais dicas de como estudar programação? Conta pra gente =)


Estudos

Como melhorar sua rotina de estudos – Parte 2

Há um tempo atrás, publicamos um artigo com dicas de como melhorar sua rotina de estudos. Caso você ainda não tenha visto, sugiro ler este primeiro artigo antes.

A primeira parte foi mais focada na parte da rotina em si, nessa segunda parte vamos dar algumas dicas mais focadas no aprendizado, para deixar uma rotina de estudos mais leve e proveitosa.

Um passo de cada vez

um passo de cada vez

É bem comum você estar fazendo um curso e no meio dele, começar algum outro. Às vezes isso dá certo para você, ainda mais se forem assuntos complementarem. Mas, para muitas pessoas isso pode não dar muito certo, pois pode acabar confundindo ainda mais na hora de aprender, onde o aluno não consegue manter o foco em 2 ou 3 cursos simultâneos.

Se este é o seu caso ou se você está iniciando em algo que nunca viu antes, não considero interessante estudar mais de um curso ao mesmo tempo. É bom sim você saber quais cursos deve fazer e deixá-los em uma lista, assim como são nossas formações. Assim, você pode ir seguindo ela e ir fazendo um curso por vez. Assim diminui a chance de você deixar um curso pela metade.

Revise o conteúdo

fazer revisões

Quando aprendemos algo e não utilizamos, é normal que ele acabe caindo no esquecimento. O segredo para não esquecermos de algo que vimos relativamente a pouco tempo atrás é fazer revisões.

Muitas vezes não damos muita importância nesse quesito, pois muitas pessoas acham que é um tempo que você “perde” revisando algo que você acha que já aprendeu o suficiente. Mas, se você quer ter certeza que aprendeu de verdade, é muito importante fazer revisões para termos certeza que aquilo não será esquecido.

Com uma rápida pesquisa na internet, podemos ver que existem vários métodos de fazer revisão. Por exemplo, após terminar um determinado assunto você pode fazer uma primeira revisão 7 dias após. Depois, em 30 dias, você pode fazer uma nova revisão – lembrando que são revisões, então não precisa perder muito tempo nela – mas é importante se atentar aos pontos chaves, para garantir que tudo estará em sua memória de longo prazo.

Oferecer ajuda a algum amigo que está estudando a mesma coisa que você, acaba te ajudando a relembrar. Na verdade o simples fato de você explicar/ensinar alguém é super válido, uma ótima maneira de fixar o conteúdo.

Veja códigos de outras pessoas

ver código de outras pessoas

Ler códigos de outras pessoas é uma ótima maneira de aprender a programar. Encontre um pedaço simples de código e tente decifrá-lo. Assim você aprende vendo como as pessoas fazem as coisas, como boas práticas, padrões de projeto aplicados e maneiras mais idiomáticas de se escrever o código, vendo o código de pessoas com maior nível de senioridade. Existem diversos projetos abertos no GitHub por exemplo, que você pode fazer o download e dar uma olhada.

Desenvolva projetos

desenvolva projetos

Em meio aos estudos, é importante ir se dando tarefas mais difíceis. Isso é importante para aumentar seu nível de conhecimento e você ir se aprimorando cada vez mais. Uma maneira é ter projetos a cumprir, seja projetos que aparecem no meio de um curso que você está fazendo ou um projeto que você mesmo criou na sua cabeça.

Esqueça isso de apenas copiar e colar código, pois isso não te ajuda a realmente a aprender. Com isso, certamente você se tornará um desenvolvedor melhor e ao final você vai saber o porquê está fazendo cada coisa e não apenas fazer por fazer.

Desenvolver algo é essencial para colocar seus conhecimentos em prática e ver as coisas tomando forma acaba te motivando a estudar e melhorar cada vez mais.

Concluindo…

Atribuindo algumas dessas dicas em sua rotina de estudos, pode deixá-la mais atrativa, já que muitas vezes só de ouvir o “rotina de estudos” já deixa tudo meio massante.

Não existe um jeito certo de estudar, existem vários e cada pessoa se comporta de uma forma. O que funciona para um, pode não funcionar para outro. Às vezes uma pessoa consegue estudar 4h por dia e outra apenas 1h. A única pessoa que consegue controlar essas horas que você vai estudar é você mesmo, se atentando sempre que qualidade é melhor que quantidade.

Lógica de Programação Completo
Curso de Lógica de Programação Completo
CONHEÇA O CURSO

Por isso, que neste artigo, assim como na primeira parte, damos dicas para que vocês possam ver o que vai funcionar para vocês. Além disso, em meio aos estudos para entrar no mundo da programação, certas coisas não tem muita escapatória: é importante aprender lógica, conceitos, fazer exercícios, revisões… e não adianta correr com o conteúdo e fingir que aprendeu.

Por mais que apareçam dificuldades – porque provavelmente irão aparecer – tente seguir em frente. Se começou então vá até o final, evite ficar largando pela metade.

Bola pra frente e bons estudos! 😀


Estudos

Como melhorar sua rotina de estudos

Quem está na área de TI sabe que o estudo é constante. É muita novidade em muito pouco tempo e haja tempo para colocar tudo em dia, o que acaba gerando muita ansiedade no processo de estudo. Apesar dessa quantidade de estudos, novidades e atualizações, precisamos nos manter competitivos no mercado de trabalho, então sempre temos que estar nos atualizando em nossa área de interesse, aprendendo coisas novas e nos aprimorando cada vez mais, para que possamos oferecer sempre o melhor.

JavaScript Intermediário
Curso de JavaScript Intermediário
CONHEÇA O CURSO

Porém algumas pessoas, só de pensar em estudar e ter que definir um “tempo para estudo” já desanimam, ainda mais depois de um dia cansativo de trabalho. Mas, ainda sim devemos ter esse tempo ainda que seja pouco.

Por isso, neste artigo, vamos abordar alguns passos para que possamos sempre estar nos motivando e sempre lembrar do por que estamos estudando.

Faça uma lista do que você precisa estudar

Meme seu madruga

Ainda que você esteja com muita matéria acumulada ou muitas coisas que você tem que aprender em pouco tempo, não se desespere. Depois de fazer uma lista geral do que você tem e/ou quer estudar, escolha um ou no máximo dois assuntos para estudo, aqueles que você julga como prioridade. Você irá se dedicar 100% nisso que você julgou como prioridade.

Às vezes queremos estudar tudo de uma vez só, mas querer fazer tudo de uma vez, faz com que não tenhamos um bom aproveitamento e em pouco tempo já tenhamos esquecido de tudo que “estudamos”. Isso é ruim pois gera frustração e decepção… E no momento que você começa a falhar uma vez, todo o processo começa a falhar também, porque você vai desanimar, e aí quando você vê o tempo passou e você não estudou nada. Temos dicas também de como manter a produtividade nos estudos.

Qual é a razão pela qual você estuda? Por que você está fazendo isso?

Meme

React Native - Fundamentos
Curso de React Native - Fundamentos
CONHEÇA O CURSO

Ter uma boa motivação é importante, pois é isso que vai te ajudar a chegar no seu objetivo. É fácil sonhar com aquela vaga, difícil é lutar por ela todos os dias. É aí que está o desafio e é através do estudo, do “um pouco a cada dia” que vamos chegando cada vez mais perto.

“Onde você quer chegar?”, “Por que você deve fazer isso?”, “Por que isso é importante para você?”, as respostas dessas perguntas vão te dar motivação, foco e disciplina para evitar a procrastinação nos estudos quando você estiver com preguiça, desmotivado ou até mesmo sem vontade de fazer nada aquele dia.

Estabeleça uma rotina

meme macaco procrastinador

Apesar da correria do dia a dia, tente estabelecer uma rotina para seus estudos. Se organize e adapte sua rotina conforme a sua realidade. Se a possibilidade de estudar durante a semana é quase zero, tente rever o que você pode deixar de fazer e tire esse tempo para estudar. Comece devagar, você pode começar até com meia hora de estudo, nos fins de semana separar um tempo maior e ir aumentando aos poucos. Coloque o estudo como uma prioridade no seu dia.

Um ponto importante para essa mudança acontecer é você querer realmente mudar, querer começar, deixar de ser uma pessoa procrastinadora. Também não adianta fazer por uma semana e desistir depois, porque…

Tudo bem se não sair 100% o planejado…

Se hoje não deu nada certo, você não estudou nada, não fez o que queria fazer, tá tudo bem também. Todos temos dias ruins, mas sempre temos o dia seguinte para recomeçar de onde paramos, o importante é sempre seguir firme.

Escrever tudo isso e fazer um plano de ação também ajuda bastante. Por exemplo:

Tabela com rotina de estudos

Um plano como o acima, vai te ajudar a se manter motivado para os estudos. Como treino, tente fazer isso para a próxima semana e não perca nosso artigo sobre como melhorar sua rotina de estudos – parte 2.

Desenvolvedor Front-end
Formação: Desenvolvedor Front-end
HTML, CSS e JavaScript são a base de toda a web. Tudo o que você está vendo aqui agora depende deste tripé. Nesta formação vamos iniciar aprendendo lógica. Em seguida veremos todos os aspectos do HTML, CSS e JavaScript. Por fim, aprenderemos Sass, Google Analytics, empacotar nossas aplicações com Webpack, criação de aplicações Desktop com Electron, UX/UI e uma introdução aos frameworks mais utilizados no mercado: Angular, React, Vue e Ember.
CONHEÇA A FORMAÇÃO

Carreira Desenvolvimento

5 motivos para estudar Java

Quando começamos a estudar sobre desenvolvimento de software ou quando desejamos aprender uma nova plataforma de desenvolvimento, é normal que tenhamos dúvidas sobre a partir de qual linguagem começar. Fatalmente, uma das primeiras opções que acaba sendo considerada como uma possibilidade é o Java.

O Java é uma linguagem de programação majoritariamente orientada a objetos multiplataforma. Com o Java, é possível desenvolver toda uma gama de soluções que vão desde aplicações embarcadas até aplicações web e mobile. Sendo assim, será que ainda vale a pena estudar Java? Este artigo irá lhe apresentar cinco fortes motivos para que você estude a plataforma de desenvolvimento da Oracle.

Java - Fundamentos para Web
Curso de Java - Fundamentos para Web
CONHEÇA O CURSO

1. O Java é uma das linguagens mais populares em todo mundo

O Java está entre as três linguagens de programação mais utilizadas no mundo atualmente, alternando posições junto ao C e C++. A versatilidade e o aspecto multiplataforma do Java justificam a utilização da plataforma em uma gama enorme de soluções.

O TIOBE Index é um índice que classifica diferentes linguagens de programação mensalmente de acordo com o número de pesquisas pela linguagem nos sites de busca. No ranking de setembro de 2019, é possível notar que o Java está em primeiro lugar, posição esta que é ocupada pelo Java já há algum tempo.

Ranking de linguagens

Na imagem acima, está o gráfico com as cinco primeiras linguagens de setembro de 2019, o que inclui o Java. Observando o gráfico, é possível constatar a força do Java como plataforma de desenvolvimento frente a outras linguagens.

2. Existem várias oportunidades de emprego para desenvolvedores Java

A popularidade do Java como linguagem reflete diretamente em um ponto: a quantidade de vagas disponíveis para profissionais que trabalham com a plataforma. Existem várias vagas de emprego para desenvolvedores Java no Brasil e no exterior, vagas estas por vezes com salários e benefícios muito atrativos.

Uma rápida pesquisa por “Java” limitada ao Brasil no painel de vagas do LinkedIn trouxe mais de 6500 resultados. Entre as vagas retornadas pela pesquisa, apareceram oportunidades em empresas relevantes no meio de tecnologia da informação, como CI&T, Guiabolso, Sensedia, PagSeguro e Accenture. Também existiam vagas para todos os níveis profissionais, de estágios até mesmo para desenvolvedores nível sênior e especialistas.

Tela Linkedin com vagas

JavaScript Intermediário
Curso de JavaScript Intermediário
CONHEÇA O CURSO

3. A comunidade Java é muito grande e ativa

O Java apresenta uma das maiores comunidades open source. Somente a Apache Software Foundation, uma das maiores organizações voltadas a open source no mundo, ajuda a manter atualmente 235 projetos voltados ao Java em vertentes que vão desde ferramentas de build a servidores como o Tomcat.

Uma pesquisa por “java” no GitHub revela a existência de mais de 700 mil repositórios abertos fundamentados no Java, totalizando mais de 18 milhões de commits. Várias outras soluções de outras plataformas acabaram se baseando em soluções desenvolvidas inicialmente para o Java, como o NHibernate para linguagens baseadas em .NET, framework este fortemente inspirado no Hibernate do Java. E isso tudo sem contar ainda com o Android, o sistema operacional mobile utilizado em mais de 75% de dispositivos do mundo e que é fundamentado no Java. Estes dados deixam muito clara a força do Java como plataforma de desenvolvimento no mundo nos dias de hoje.

4. O Java está presente em uma infinidade de soluções diferentes

O aspecto multiplataforma do Java o fez ficar popular em uma série de ambientes e configurações distintas. É possível criar aplicações embarcadas com o Java através do Java Embedded, criar aplicações mobile para o Android através do Android SDK, aplicações desktop com o Java SE e aplicações web e corporativas de larga escala através do Java EE.

Desenvolvedores Java ainda podem contar com uma infinidade de alternativas da própria comunidade para o desenvolvimento dos mais variados tipos de aplicações, como o Spring, Quartz, Vaadin e JasperReports. Isso tudo faz com que o Java seja uma alternativa para o desenvolvimento de aplicações eficientes para os mais variados ambientes de execução, compartilhando uma grande base de código entre estes diferentes ambientes.

5. O Java está em evolução

Apesar de um período de estagnação pós a aquisição da Sun pela Oracle, hoje o Java é uma linguagem moderna e aderente aos novos paradigmas de desenvolvimento. Além da forte veia orientada a objetos da linguagem, é perfeitamente possível escrever código em outros paradigmas, como o paradigma funcional e o paradigma orientado a aspectos. Novas e poderosas APIs foram implementadas nas últimas versões do Java, como a API de Streams (que dá uma “cara” mais “funcional” para a linguagem), a API Date and Time e a API de I/O.

O Java hoje também suporta recursos naturais a qualquer linguagem moderna que está entre as mais utilizadas do mundo, como expressões lambda, inferência de tipagem, princípios de pattern matching e template strings. O Java hoje também possui um ciclo mais acelerado de lançamento de versões, sendo que uma nova versão é lançada a cada cerca de 6 meses. Isso mostra o quão acelerado é o ritmo de inovação e transformação da linguagem.

Desenvolvedor Java
Formação: Desenvolvedor Java
A formação Desenvolvedor Java da TreinaWeb tem como objetivo apresentar o desenvolvimento através do Java e todo o ecossistema para desenvolvimento da Oracle. Nesta formação, são desde tópicos básicos como o paradigma orientado a objetos, a preparação do ambiente de desenvolvimento para o Java através do Eclipse e o controle de versão de código através do Git e do GitHub. Até aspectos mais avançados como acesso a bancos de dados relacionais e o desenvolvimento de aplicações web com o Java.
CONHEÇA A FORMAÇÃO

Se você quer conhecer mais sobre essa linguagem, não se esqueça de acessar nosso Guia da linguagem Java. Te esperamos lá 🙂


Estudos

Como evitar a procrastinação no processo de estudos

Se você pensa muito em “amanhã eu faço”, “depois eu termino”, “ah, mas tem tempo ainda pra entregar…”, você é uma pessoa que procrastina. Sim, na verdade, todos nós procrastinamos, nem que seja em algo simples, e isso é completamente normal, mas o mau em questão é quando essa procrastinação impede o funcionamento de tudo que temos em mente, o que acaba nos travando de chegar aos nossos objetivos.

Indo para um lado mais conceitual…

Procrastinação é o ato de adiar algo, ou seja, deixar tudo para depois, sendo prejudicial quando afeta o funcionamento das nossas rotinas pessoais ou profissionais.

O fato é que quando procrastinamos muito alguma coisa, podemos acarretar diversos sintomas como por exemplo o estresse, por não ter conseguido fazer/cumprir algo ou também a sensação de culpa. Tudo isso faz com que nossa produtividade vá lá pra baixo.

Outro ponto importante de ser enfatizado é que muitas pessoas percebem quando a outra procrastina demais. Isso acaba ficando transparente para outras pessoas, o que pode fazer com que os outros pensem que você não pode assumir certas responsabilidades e compromissos.

Scrum - Planejamento e Desenvolvimento Ágeis
Curso de Scrum - Planejamento e Desenvolvimento Ágeis
CONHEÇA O CURSO

O que nos leva a procrastinar?

Existem diversos fatores que nos levam a procrastinar: preguiça, falta de interesse, é chato de fazer, tenho muito tempo ainda pra terminar, é rápido então daqui a pouco eu faço…

Onde isso entra nos meus estudos?

Se você clicou nesse artigo provavelmente você procrastina ou já procrastinou em seus estudos. Aqui na TreinaWeb nós sempre enfatizamos a importância do estudo constante na área de TI e como isso é importante isso para que possamos aprender de verdade. Antes meia hora de estudos por dia do que zero.

Basta pensar também se você já teve algum resultado negativo em procrastinar nos estudos como por exemplo, de não ir bem em uma prova por não ter estudado como deveria, sempre deixando pra depois e esse depois ser um dia antes da prova. Aí já viu…

E existe outro caso ainda bem comum: imagine que uma pessoa se propôs a estudar Java. Ela quer uma oportunidade de ser programador Java em uma empresa e sabe que para isso, ela precisa se dedicar. Ela começa bem, estudando todos os dias, mas um dia deixa de estudar porque está cansada (até aí tudo bem, somos seres humanos, né?), no outro porque está com preguiça, no outro também, e aí começa a sempre ir procrastinando, utilizando-se de mil desculpas para si mesmo. No meio disso tudo ela é chamada para uma entrevista, e na noite anterior quer devorar os livros em busca do conhecimento necessário, conhecimento este que ela já deveria ter tido caso estudasse regularmente. E cá entre nós, aprender da noite pro dia não funciona né? Por fim, podemos ter como resultado uma resposta negativa na entrevista. O entrevistador não te achou tão preparado para a função e houve outro melhor. E disso vem mais um resultado ainda: a da culpa de não ter estudado como deveria, e que agora provavelmente teria começado no emprego e poderia ter dado um start na sua carreira em programador Java. Isso é bem frustrante e nos deixa bem desanimados!

Se eu sei que isso é ruim, então por que eu faço?

Pois é, como vimos acima isso é um mau (porém normal) do ser humano. Um dos motivos que pode se encaixar aqui é que queremos tudo na hora, por exemplo, se alguém está estudando para um concurso é claro que ela deseja passar no primeiro que ela tentar e quando não consegue, vem as sensações que já vimos acima. Não basta só querer, é preciso de muito foco também.

Outro exemplo é o medo. Medo de não conseguir fazer, medo de não conseguir terminar, medo de não absorver o conteúdo, e por conta disso, amanhã eu faço!

No meio do processo de estudos devemos saber respeitar nossos limites e nos dar uma trégua quando estivermos cansados, mas devemos saber distinguir quando é isso e quando estamos procrastinando. São coisas diferentes. A procrastinação não pode nos impactar de forma excessiva.

Soluções?

Esses são alguns itens que podem nos ajudar a manter uma rotina de estudos, evitando deixar para depois.

Estude o que você gosta

Esse é um dos pontos principais: estude o que você gosta. Se você gosta de programar jogos, invista seu tempo nisso. Como é um assunto que você gosta, é mais difícil você deixar para depois. Agora se for algo que você não gosta mais é obrigado – algo da faculdade por exemplo – tente pensar nos malefícios que isso trará. Se você for mal em uma prova, pense em como se sentirá depois e do que terá que fazer para recuperar a nota. Agora, se for o contrário, vem aquela sensação boa de ter conseguido.

Desenvolva algo que você queira

Partindo do princípio acima, utilize seu tempo para colocar a mão na massa, como desenvolver um jogo que você imaginou. Quando vemos algo que estamos estudando no “concreto” nos dá a sensação de dever cumprido, além de poder abrir diversas portas.

Programe o melhor horário

Se você se propôs a estudar pela manhã, mas tem uma dificuldade enorme em se levantar, sabe que aqueles minutinhos a mais no despertador serão mais legais do que realmente o ato de levantar e ir estudar. Então procure o melhor horário que funciona pra você, assim seu tempo de estudo será mais bem aproveitado.

COBIT 5 - Fundamentos, Componentes e Certificação
Curso de COBIT 5 - Fundamentos, Componentes e Certificação
CONHEÇA O CURSO

Estabeleça pequenas metas

Se está começando agora, se programe de uma forma que você sabe que possa alcançar. Quando estipulamos algo muito alto, o não cumprimento do objetivo constitui em uma falha, e isso faz com que deixemos isso pra lá. Então, comece devagar, estudando 30 minutos por dia, dividindo o estudo em pequenas partes e tarefas. Ao final, além de ficar com aquela sensação que conseguiu cumprir a meta, é um tempo que razoavelmente passa rápido, então fica mais fácil de não deixar para depois ou amanhã. Após um tempo, pode começar a aumentar a duração de seus estudos.

Se até este momento você estiver pensando qualquer frase que comece com “E se….”, lembre-se que enquanto você pensa isso, nada está sendo feito. Então vamos parar de procrastinar nossos estudos? Lembre-se que os maiores prejudicados somos nós mesmos e que as consequências podem vir lá na frente.

Aconselho a leitura de nossos artigos sobre estudos.

Desenvolvedor Front-end
Formação: Desenvolvedor Front-end
HTML, CSS e JavaScript são a base de toda a web. Tudo o que você está vendo aqui agora depende deste tripé. Nesta formação vamos iniciar aprendendo lógica. Em seguida veremos todos os aspectos do HTML, CSS e JavaScript. Por fim, aprenderemos Sass, Google Analytics, empacotar nossas aplicações com Webpack, criação de aplicações Desktop com Electron, UX/UI e uma introdução aos frameworks mais utilizados no mercado: Angular, React, Vue e Ember.
CONHEÇA A FORMAÇÃO

E… só pra distrair… 😛


Estudos

O impacto da ansiedade no processo de aprendizagem dos profissionais da área de TI

O profissional da área de TI é muito requisitado pelas empresas. Mas, em contrapartida é um dos profissionais que mais deve se empenhar em ter um aprendizado constante, já que temos uma evolução de tecnologia muito rápida, o que fica até difícil de acompanhar. Às vezes acontece de você estudar determinada tecnologia e dias depois ser lançada uma nova versão com algumas mudanças.

Em relação às vagas da área de TI, vemos que muitas vezes elas exigem conhecimento em várias vertentes, o que é algo comumente reclamado pelos profissionais de TI, ainda mais quando eles analisam a quantidade de exigência X salário oferecido.

Com todos esses fatos, muitos profissionais de TI, principalmente quem está começando na área, se debate com várias dúvidas, sobre o que estudar, o que vale a pena, por onde começar, se realmente temos que saber tudo… afinal é tanta coisa que precisamos aprender e por conta disso acabamos nos deparando com a ansiedade nos estudos. No dicionário temos o seguinte significado para ansiedade: desconforto psíquico, aflição, angústia, impaciência, receio… Por isso, vamos abordar neste artigo o que a ansiedade de querermos aprender tantas tecnologias em pouco tempo e o mau que isso pode causar durante o nosso processo de estudos.

Pessoa Ansiosa

JavaScript Básico
Curso de JavaScript Básico
CONHEÇA O CURSO
Ansiedade faz não ter foco no processo de aprendizagem

Ter foco é algo bem importante no processo de aprendizagem. Quando estamos ansiosos para aprender algo, seja para terminar logo ou porque temos muita coisa pendente para estudar, muito provavelmente não conseguiremos chegar ao final com êxito. Por isso, é muito importante fazer um plano de estudos e segui-lo, tentando o máximo possível só passar para a próxima etapa quando realmente tiver aprendido aquele assunto.

Ansiedade faz com que a pessoa não aprenda corretamente nenhuma tecnologia pela falta de foco e consequente profundidade

Ainda na mesma lógica acima, se temos uma pendência muito grande de estudos, podemos acabar passando muito rapidamente por elas. Mas isso é um grande erro. Mas vale você demorar mais do que não aprender corretamente. Ter um conhecimento mais profundo em tecnologias é interessante, ainda mais se é algo importante para o cargo/atuação que deseja, assim você conseguirá se destacar.

Além disso, quando você estuda superficialmente várias tecnologias, na hora de colocar em prática verá que não absorveu praticamente nada de suas horas de estudos.

React Native - Fundamentos
Curso de React Native - Fundamentos
CONHEÇA O CURSO
Ansiedade faz mal e gera frustração, pois aprender de verdade naturalmente leva tempo… A pessoa pode ficar chateada consigo mesma por achar que está demorando para aprender uma nova tecnologia

Quando não conseguimos terminar algo no tempo que estimamos ou por achar que não estamos evoluindo podemos acabar ficando frustrados a ponto de querer jogar tudo para o alto. Mas, como já adiantamos no começo deste artigo, o estudo na área de TI é constante e ele leva tempo, precisamos de tempo para entender dos conceitos até a prática. De nada adianta já querermos chegar na parte prática se não soubermos o que está acontecendo por trás dos panos, o que quer dizer tal coisa… essas partes mais conceituais são muito importantes e não devem ser deixadas de lado. Sabemos que aprender de verdade em pouco tempo não existe, em relação a ansiedade de aprendizagem aconselho a leitura do nosso artigo sobre o que é mindfulness e como ele pode nos ajudar na área de TI.

Além disso, quando falamos de tempo de aprendizado, vale ressaltar que cada um tem seu tempo de aprendizado e isso é completamente normal. O tempo que você leva para terminar algo pode não ser igual ao do seu amigo e vice-versa.

Podemos destacar aqui dois pontos que são importantes para que você não deixe que a ansiedade atrapalhe seu processo de aprendizagem:

Mantenha o estudo constante e com qualidade: um pouco a cada dia e com um bom aproveitamento é melhor do que várias horas de estudos não tão bem aproveitadas 😉

Respeite seus limites: de nada adianta estudar várias horas ao dia se depois de um determinado tempo de estudos você não consegue ter o mesmo foco, pois assim você acaba fingindo para si mesmo que está “estudando” e isso não é legal. Saiba separar um tempo para os estudos e um tempo para fazer outras coisas que você goste.

Aconseilho a leitura de nossos artigos da categoria estudos e carreira.

Bons estudos pra você 😀

Desenvolvedor Java
Formação: Desenvolvedor Java
A formação Desenvolvedor Java da TreinaWeb tem como objetivo apresentar o desenvolvimento através do Java e todo o ecossistema para desenvolvimento da Oracle. Nesta formação, são desde tópicos básicos como o paradigma orientado a objetos, a preparação do ambiente de desenvolvimento para o Java através do Eclipse e o controle de versão de código através do Git e do GitHub. Até aspectos mais avançados como acesso a bancos de dados relacionais e o desenvolvimento de aplicações web com o Java.
CONHEÇA A FORMAÇÃO

Carreira Certificações

5 motivos para você ter uma certificação

O mercado sempre está a procura de profissionais que estejam realmente qualificados para exercerem suas funções. Quando falamos de qualificação e prova de conhecimento e domínio de uma tecnologia (em especial na área de desenvolvimento), um assunto que acaba vindo à tona são as certificações e como elas podem ajudar a dar um upgrade em sua carreira.

Apesar dos benefícios que as certificações podem trazer, muitas pessoas ainda ficam com dúvidas se realmente é necessário ter uma certificação hoje em dia, se ela realmente ajuda a destacar o currículo, quais as possibilidades que ela poderá abrir, entre outras coisas.

ITIL - Fundamentos - Parte 1
Curso de ITIL - Fundamentos - Parte 1
CONHEÇA O CURSO

O intuito da certificação é, principalmente, comprovar que o profissional que a obtém realmente domina um determinado assunto. A certificação dá a garantia à empresa de que o profissional está apto a exercer determinada função. Elas podem ser obtidas tanto por uma pessoa que está iniciando na área como por um profissional que já está a muitos anos no mercado.

Como posso tirar uma certificação?

Depois de pesquisar a fundo sobre as melhores certificações para sua área de atuação, você deverá estudar com muita dedicação. Estudar para uma prova de certificação “de verdade” demanda muito tempo de estudo, pois as provas geralmente são bem profundas em termos técnicos. É importante também que você tenha em mente que este momento de estudo não serve somente para que você passe na prova que deseja prestar: ele também serve para que você comece a ter um conhecimento cada vez mais profundo sobre a tecnologia que você está estudando.

As certificações de um modo em geral tem diversos níveis. Você pode começar pelo nível mais básico delas e ir subindo de nível gradativamente. Muitas delas tem trilhas, o que torna mais fácil saber a ordem de prestação das provas. Para a maioria das certificações, você pode estudar por conta própria ou até mesmo fazer um curso preparatório. Quando você se sentir preparado, poderá marcar a data de sua prova, que deverá ser aplicada por uma instituição reconhecida. Todas as provas têm um mínimo de acertos para que você possa ser comtemplado com a certificação.

Na área de TI, diversas empresas oferecem certificações para seus produtos. Por exemplo: Microsoft, Cisco, Oracle, AWS e PMP são empresas que oferecem uma gama de certificações para seus principais produtos.

Se você ainda está com dúvidas se realmente deve investir tempo para tirar uma ou mais certificações, listamos cinco motivos para você investir neste ponto.

Windows - Fundamentos para desenvolvedores
Curso de Windows - Fundamentos para desenvolvedores
CONHEÇA O CURSO

Melhores oportunidades

Apesar de a experiência contar muito, a certificação pode fazer com que seu currículo fique mais atraente perante os recrutadores, principalmente a nível internacional. Por exemplo: se você está concorrendo a uma vaga de Scrum Master (entenda como Scrum pode ajudar os seus projetos) e todos os concorrentes (incluindo você) têm bastante experiência, certamente os profissionais certificados chamarão muito mais a atenção. Pode até acontecer de a vaga em questão exigir como pré-requisito uma certificação dos participantes, tendo em vista que alguns clientes têm o costume de exigir que profissionais qualificados atuem em seus projetos.

Credibilidade profissional

Uma certificação pode nos ajudar muito, pois comprova que realmente dominamos aquele assunto. A importância é justamente o fato de deixar o profissional melhor preparado para desempenhar certas funções. Conquistar essas certificações mostram que você tem motivação e dedicação ao seu trabalho, fazendo com que tenha mais credibilidade profissional.

Reconhecimento no mercado

As certificações são importantes em sua construção como profissional. Além disso, as empresas sabem que para tirar uma certificação é necessário empenho e dedicação. E são esses tipos de profissionais que se preocupam com conhecimento e melhoria profissional que são os mais visados e disputados no mercado. Também é importante para mostrar que você está preocupado em sempre se atualizar e buscar novos desafios.

Promoções

Quando você é comprometido com o próprio desenvolvimento profissional, isso também acarreta em benefícios para a empresa em que você atua. Assim, as empresas querem manter esse profissional, dando melhores oportunidades de trabalho e, consequentemente, de salários.

Conhecimento adquirido

Esse é o ponto mais importante: o conhecimento que você adquire por causa do estudo para a prova, desde que você não queira fazer a prova “por fazer” simplesmente. A tendência é que, se preparando para certificações, você adquira um conhecimento muito mais aprofundado naquilo que se propôs a estudar, sendo um profissional com maior destaque.

Scrum - Planejamento e Desenvolvimento Ágeis
Curso de Scrum - Planejamento e Desenvolvimento Ágeis
CONHEÇA O CURSO

Concluindo…

A presença de certificações em seu perfil profissional traz um peso muito grande no currículo. Porém, é importante salientar que prática e certificação não são mutuamente exclusivos: não é o fato de você ter uma certificação que fará com que você não tenha que ter vivência prática na tecnologia em questão, assim como em alguns cenários somente a vivência técnica não é suficiente. O ideal é que você consiga conciliar os dois: a prática e a vivência no dia-a-dia com determinada tecnologia e o “chancelamento” da empresa fornecedora da solução com a qual você trabalha de que você realmente domina e sabe sobre a tecnologia a fundo.

Certificação PMP/CAPM
Formação: Certificação PMP/CAPM
Nesta formação, você verificará os conceitos de gestão de projetos e das áreas de conhecimento do PMBOK®. Servindo preparatório para a certificação PMP/CAPM, veremos as dez áreas de conhecimento do PMBOK®: Gestão da Integração, Gestão do Escopo, Gestão do Cronograma, Gestão dos Custos, Gestão da Qualidade, Gestão dos Recursos, Gestão das Comunicações, Gestão dos Riscos, Gestão das Aquisições e Gestão das Partes Interessadas.
CONHEÇA A FORMAÇÃO

Estudos

Como manter uma rotina nos meus estudos?

Muitas vezes começamos a estudar um determinado assunto, mas com o passar dos dias, acabamos perdendo o interesse por mais que queiramos aprender. A rotina do dia-a-dia, coisas do trabalho, cansaço e até mesmo o estresse são fatores que acabam nos desanimando e deixando o estudo de lado. Se você é do time que estuda online sabe que deve ter mais disciplina e organização ainda.

Por isso, vamos abordar algumas dicas voltadas para quem é da área de TI e que vão te ajudar a se manter firme nos estudos para chegar aos seus objetivos.

Pessoa Estudando

Windows - Fundamentos para desenvolvedores
Curso de Windows - Fundamentos para desenvolvedores
CONHEÇA O CURSO

1) Saiba exatamente o que estudar

O primeiro passo é determinar o que você vai estudar e fazer uma sequência. Não adianta querer estudar várias coisas de uma só vez, pois além de não aprender como se deve, você acaba se frustrando e não terminando nada.

Se você é aluno daqui da TreinaWeb pode seguir uma de nossas formações ou solicitar uma formação personalizada para você. Assim, basta seguir a ordem de cursos até finalizar sua formação. Com o tempo você verá o benefício que esse planejamento trará.

2) Estude todos os dias

Por mais que você não tenha tanta disponibilidade de tempo para estudar, tire um tempinho para rever ou aprender algo. Esse estudo constante faz você manter essa rotina. Se você fica um dia sem estudar, acaba ficando dois, três… e assim vai indo.

Analise o seu dia. Se possível tenha um horário fixo, assim você sabe que aquele horário é o de estudo. Se você não tem tanto tempo, aproveite alguns momentos que podem até passar despercebidos no dia-a-dia, como o tempo que você fica no ônibus, o tempo de espera em uma consulta. Pensando nisso, nós lançamos um aplicativo para que você possa estudar de onde estiver, inclusive offline. Dá uma olhada se você ainda não conhece. 😊

Enfim, trace seus objetivos e estabeleça uma meta diária de estudos por menor que seja, assim você conseguirá se manter motivado. A motivação é o que te faz continuar.

“Um passo de cada vez e você nunca estará no mesmo lugar”. Independente do tamanho do passo. 😉

Desenho tartaruga

Lógica de Programação Completo
Curso de Lógica de Programação Completo
CONHEÇA O CURSO

3) Respeite seu tempo

Cada pessoa tem seu tempo. Uns tem uma facilidade maior de aprender do que outros, mas isso não faz você pior que eles. Interaja com seus instrutores e tire todas as dúvidas antes de prosseguir.

4) Evite distrações

Para que seu estudo tenha um melhor aproveitamento, é importante evitar distrações como redes sociais e qualquer outra coisa que venha a tirar seu foco. Mais vale 30 minutos bem estudados do que uma hora bem mais ou menos. Além disso, você pode aplicar a lei da recompensa.

Por exemplo: estudar por 30 minutos e depois, durante 5 minutos, você pode olhar suas redes sociais ou algo da sua preferência. Também tem a técnica de Pomodoro, onde você estuda por 25 minutos e pausa por 5. Você pode escolher, o importante é ter essas pausas, pois isso ajuda muito a evitar as distrações.

Concluindo

A última dica é: tenha persistência. No começo pode ser que não dê certo, que você caia em algumas tentações, que possa postergar… Enfim, mas o importante é que você sempre recomece e não desista. Pense sempre no seu objetivo e que lá na frente isso te trará muitos bons resultados. Você pode conferir neste artigo mais dicas de como melhorar sua rotina de estudos.

Até a próxima!

Desenvolvedor Front-end
Formação: Desenvolvedor Front-end
HTML, CSS e JavaScript são a base de toda a web. Tudo o que você está vendo aqui agora depende deste tripé. Nesta formação vamos iniciar aprendendo lógica. Em seguida veremos todos os aspectos do HTML, CSS e JavaScript. Por fim, aprenderemos Sass, Google Analytics, empacotar nossas aplicações com Webpack, criação de aplicações Desktop com Electron, UX/UI e uma introdução aos frameworks mais utilizados no mercado: Angular, React, Vue e Ember.
CONHEÇA A FORMAÇÃO