introduçao ao GCP

Serviços gratuitos do Google Cloud Platform

O Google Cloud Platform é um dos principais players do mercado mundial. Ele possui diversos recursos e bate de frente com outros concorrentes como AWS da Amazon e Azure da Microsoft. Já falamos aqui no blog sobre alguns conceitos utilizados no Google Cloud e também sobre o valor de 300 dólares disponível para teste.

Nesse post gostaria de falar um pouco sobre alguns serviços que a plataforma possui sem nenhum custo. Esses serviços podem ser usados facilmente em aplicações de pequeno porte, sem adicionar custo ao projeto.

Google Cloud - Primeiros Passos
Curso de Google Cloud - Primeiros Passos
CONHEÇA O CURSO

Maquina, disco e network

Um dos principais serviços do Google Cloud é o Compute Engine. Esse serviço nos permite usar a infraestrutura do Google para criarmos os nossos servidores com total autonomia de administração. Caso ainda não conheça o serviço também já ensinamos como criar sua primeira maquina no Compute Engine aqui no blog.

No nível gratuito temos direto a utilização de uma maquina de forma totalmente gratuita, basta obedecer algumas regras:

  • Deve ser uma instancia predefinida do tipo f1-micro (1 CPU compartilhado e 0,6GB de memória) localizada em qualquer região dos EUA, exceto Virgínia do Norte;
  • Usar até 30GB de disco permanente por mês;
  • 1 GB de saída de rede da América do Norte para todas as regiões por mês (exceto China e Austrália);
  • 5GB de snapshot por mês.

Esses recursos são suficientes para criar um pequeno servidor web Linux para aplicações com pouco acesso, por exemplo.

Hospedagem no App Engine

O App Engine é um serviço também da categoria de computação do Google Cloud Platform, porém seu principal objetivo é um pouco diferente do Compute Engine. Ele permitir a publicação de aplicativos com o mínimo de configuração possível. Nesse modelo de publicação de aplicativos a empresa pode dar mais foco ao desenvolvimento e deixar a parte de ambiente nas mãos da plataforma. Caso não conheça o App Engine também já escrevemos um post sobre o que é o App Engine e também como publicar uma aplicação.

A plataforma oferece alguns recursos totalmente gratuitos para uso com Ambiente Padrão:

  • 28 horas de instância por dia;
  • Memcache compartilhado;
  • Operações de pesquisa por dia, 10 MB de indexação de pesquisa;
  • 100 e-mails por dia.

Esses recursos são suficientes para hospedar uma aplicação com uma quantidade pequenas de acesso sem nenhum problema.

Armazenamento

O Google ainda permite armazenar dados em 2 serviços diferentes de forma gratuita. O primeiro é o Google Cloud Storage. Esse serviço permite armazenar arquivos binários como imagens, vídeos, áudios ou qualquer outro tipo de arquivo. Veja as Regras:

  • 5 GB de Regional Storage por mês (somente para regiões dos EUA, exceto Virgínia do Norte);
  • 5.000 operações de Classe A por mês;
  • 50.000 operações de Classe B por mês;
  • 1 GB de saída de rede da América do Norte para todas as regiões por mês (exceto China e Austrália).

Ele também permite usar o Google Cloud Datastore, banco de dados de documentos NoSQL voltado para alta disponibilidade de forma gratuita:

  • 1 GB de armazenamento;
  • 50.000 leituras, 20.000 gravações, 20.000 exclusões por dia.

Outros serviços

O Google Cloud Platform ainda inclui uma série de outros serviços com limites gratuitos:

  • Execução de código serverless com Google Cloud Functions;
  • Mensagens com Google Cloud Pub/Sub;
  • Logs e monitoramento com Google Stackdriver;
  • Repositórios GIT com Google Cloud Source Repositories.

Além de alguns serviços de inteligência artificial para análise de imagens, voz e outros recursos. A lista com todos os serviços gratuitos pode ser encontrada na página https://cloud.google.com/free/.

Google Cloud - App Engine
Curso de Google Cloud - App Engine
CONHEÇA O CURSO

Conheça o Google Cloud Platform

O Google Cloud Platform é o serviço de computação em nuvem do Google. Ele possui uma quantidade enorme de serviços para as mais diversas áreas:

  • Computação
  • Armazenamento
  • Bigdata
  • inteligência artificial
  • IoT (internet das coisas)
  • StackDriver – ferramenta de monitoramento
  • Ferramentas auxiliares da utilização da própria plataforma
  • Ferramentas para desenvolvedores

A principal ideia da plataforma é prover ao cliente tudo que ele necessita em questão de serviço de nuvem, por isso possui uma extensa gama de serviços.

Google Cloud - Primeiros Passos
Curso de Google Cloud - Primeiros Passos
CONHEÇA O CURSO

Regiões e Zonas

O Google Cloud Platform (GCP) possui datacenters em diversas partes do planeta. Esses datacenters são chamados de Zonas que são agrupadas por regiões que indicam o local físico que elas ficam.

Atualmente o GCP possui as seguintes regiões:

regiões e zonas do GCP

Na imagem acima, os números indicam a quantidade de zonas em uma região.

No GCP (Google Cloud Platform) existem serviços com diferentes níveis de localização:

  • Zona – Serviço ficará localizado em uma única zona
  • Região – Serviço ficará localizado nas zonas daquela região
  • Multi-Região – Serviço ficará localizado em mais de uma região

Cadastro na plataforma

A criação da conta na plataforma do Google Cloud é feita através de uma conta do Google. Ao cadastrar eles inserem um bônus de $300,00 dólares para testar os produtos da plataforma. Esse valor é válido por um ano e pode ser utilizado em qualquer serviço:

Cadastro Google Cloud Platform

teste gratuito

Único detalhe é que durante o processo de criação da conta é necessário preencher os dados de um cartão de crédito válido, para o Google ter certeza que é um cadastro real. A grande vantagem é que eles não descontam do cartão após o término dos créditos ou do tempo, mesmo se houver serviços ativos, somente se fizer o upgrade da conta para paga.

Meios de acesso a plataforma

O Google Cloud Platform conta com 3 principais meios de acesso administrativo aos serviços:

  • Google Cloud Console – apesar desse nome lembrar o terminal de linha de comandos, é uma plataforma web que permite gerenciar serviços, faturamento e também as permissões. É o modo de acesso mais utilizado para administração direta devido as facilidades.
  • Google Cloud SDK – é um SDK que permite gerenciar os recursos via linha de comandos.
  • Google Cloud API – é uma API HTTP REST que permite gerenciar os recursos da nuvem. A API utiliza padrões bem definidos para que softwares clientes também possam se conectar nela e realizarem os procedimentos necessários.

Essas interfaces permitem que tantos usuários como sistemas consigam administrar os recursos na GCP (Google Cloud Platform) de forma eficiente.

Projetos

O principal item de organização na plataforma do Google Cloud são os projetos, todos os recursos que for utilizar precisam estar relacionados a um projeto. É a partir do projeto que os valores são cobrados da conta de faturamento.

Ao criar uma conta na plataforma automaticamente um projeto é criado na sua conta. Ao termino do cadastro é direcionado para o Google Cloud Console (a plataforma web de administração). Ao olhar na barra superior veja que o projeto selecionado estará como My Project:

Uma dica importante é sempre que for alterar algo na plataforma verificar o projeto selecionado. No caso do console ele fica visível conforme o acima, mas no caso do SDK ele não mostra diretamente, é necessário verificar via comando.

Menu de serviços

Para finalizar esse primeiro artigo sobre o Google Cloud gostaria de falar um pouco sobre a menu principal do Google Cloud Console. Nele podemos acessar todos os recursos da plataforma, que ficam agrupados por tipo:

menu serviços google cloud platform

Ao passar o mouse temos todos os sub-menus do serviço, podendo acessar diretamente o que desejar:

submenu serviço compute engine

Continuação

No próximo post vamos continuar conhecendo a plataforma e criar instancias de VMs no compute engine.

Google Cloud - App Engine
Curso de Google Cloud - App Engine
CONHEÇA O CURSO