Joomla

Quais as vantagens de se utilizar um CMS?

Já se foi o tempo em que os CMS’s eram somente utilizados com a finalidade de criar blogs. Hoje em dia, eles estão muito mais avançados e com diversas facilidades.

O CMS é um sistema de gerenciamento de conteúdo que possui um conjunto de ferramentas, onde você pode criar, editar, gerenciar e publicar conteúdo. Sendo assim, se você não possui tanta experiência na criação de sites utilizando linguagens de programação, mas precisa criar um site rápido, com boa aparência e boas funcionalidades, você pode optar por utilizar um CMS.

Existem várias opções de CMS no mercado que atende diversas necessidades como a criação de sites, blogs ou até mesmo uma loja virtual. Uma das vantagens dos CMS’s é que eles são ferramentas que tem constantes atualizações, agregando novos recursos e focando sempre em oferecer segurança para o seu site.

Além disso, eles disponibilizam diversos templates prontos, mas que você também pode personalizar da sua forma, modificando textos, colocando imagens, vídeos, etc. Essas ferramentas também contam com os plugins, onde você pode instalar no seu site para agregar recursos e deixá-lo mais completo ainda. Você também poderá ter controle das estatísticas de visitação, frequência, vendas, etc. Assim você consegue fazer uma avaliação de seu site, identificar problemas, entre outros.

Se você for utilizar um CMS para criar um blog, você pode trabalhar em sincronia com outras pessoas. Cada autor terá um perfil e poderá postar na plataforma, de acordo com o nível de acesso, que você pode definir para cada um deles.

A utilização de um CMS é uma opção mais barata quando se tem um orçamento apertado. A maioria dos CMS são gratuitos. Se você optar por um gratuito, você gastará apenas com o domínio (endereço do seu site na internet) e a hospedagem do seu site.

Partindo para a escolha do CMS, você deverá previamente analisar suas necessidades e verificar as funcionalidades de cada CMS. A escolha também vai variar de acordo com as capacidades técnicas que se dispõe e qual atenderá melhor suas necessidades.

Segundo uma pesquisa do site W3Techs, podemos ver os mais utilizados e sua porcentagem de uso.

Vamos então adentrar rapidamente nos 4 CMS mais utilizados.

WordPress

O WordPress é o CMS mais utilizado na web e é o que tem maior repertório: só de plugins tem quase 53 mil extensões.

Era primeiramente conhecido pelo seu uso em blogs, mas hoje já é também utilizado em sites. Possui uma plataforma fácil e a comunidade em si é muito ativa.

Joomla

O Joomla também é um CMS bem completo e também com muitos seguidores. Tem mais de 6000 extensões, fora os plugins e temas. Com ele você pode construir sites, portais, sites de comércio, etc.

Drupal

O Drupal é um CMS mais complexo, então ele exige um pouco mais de conhecimentos em programação para realizar alterações e personalizações.

Tem uma comunidade que vem crescendo e possui um ótimo suporte para dúvidas. Pode ser utilizado para diversas finalidades, de sites pequenos até aos mais complexos.

Magento

O Magento é o mais conhecido se tratando de e-commerce, sendo insuperável para se desenvolver lojas virtuais. Para utilizá-lo é necessário que você disponha um pouco mais de tempo para aprender a ferramenta.

Lembre-se que independente da plataforma que você escolha, aqui no TreinaWeb temos cursos específicos de cada um deles para te ajudar. É só começar a estudar e desenvolver o que você precisa.

Mãos à obra! =D

Teste os principais CMS’s do mercado sem precisar instalá-los ou pagar para hospedá-los

Uma das principais dificuldades de quem está querendo aprender sobre um gerenciador de conteúdo como WordPress, Drupal, Joomla, Ghost etc, é o processo de instalação. Diversas dificuldades podem ser encontradas, uma vez que são necessários alguns softwares instalados ou algum pacote que contenha todos eles, além da instalação do próprio CMS.

A boa noticia é que existem alguns serviços de hospedagem oficiais que permitem testar essas plataformas gratuitamente ou até mesmo usar uma versão básica gratuita delas.

Testar o WordPress

No ambiente WordPress um dos serviços de hospedagens mais conhecidos é o da Automattic, empresa responsável pelo WordPress.com. O serviço de hospedagem começa com plano o gratuito que pode ser alterado conforme o site necessita de novos recursos.

Para criar um novo site gratuito basta clicar aqui e escolher a categoria do site que deseja criar, aparência visual, endereço e criar uma nova conta.

Após o término desse processo já é possível acessar o site no endereço criado. Dentro do painel de administração do WordPress.com, caso queira acessar o painel de administração clássico, basta acessar o menu My Site do canto direito e ir em WP Admin:

Acessar wp-admin classico no wordpress.com

Testar o Drupal

No site oficial do Drupal existe uma página com as empresas que podemos usar para testá-lo. Uma das opções apresentadas é a Pantheon. Para criar uma instalação de teste basta acessar a página deles e seguir os seguintes passos:

A empresa Pantheon também possui a opção de instalar o WordPress em ambiente de teste.

Testar o Joomla

O site oficial do Joomla também possui um serviço para teste da plataforma. Usa-se os serviços da empresa SiteGround e é possível testar por durante 90 dias gratuitamente. Basta entrar na demo e seguir os seguintes passos:

Testar o Ghost

A mesma empresa que desenvolve o projeto do Ghost possui um serviço de hospedagem para a plataforma. O período de teste é de apenas 14 dias, porém, isso é suficiente para conhecer a plataforma. Para criar uma nova conta basta acessar a página deles e seguir os passos abaixo:

Bons estudos!

Ghost, uma ótima alternativa para blogs pessoais e profissionais

WordPress, Drupal, Joomla etc, são plataformas já conhecidas do mercado. Elas são verdadeiros canivetes suíços graças à grande quantidade de extensões (plugins/módulos) e outras ferramentas externas disponíveis. É possível construir os mais diversos tipos de sites para os mais diversos tipos de negócios, porém, essas ferramentas não possuem foco exclusivo na criação de blogs.

Pensando exclusivamente na criação de blogs, John O’Nolan, então designer e desenvolvedor da comunidade WordPress, desenvolveu um novo conceito de plataforma usando princípios como: facilidade de uso, interface minimalista e elegância.

O Ghost é uma plataforma totalmente open source, desenvolvido em EmberJS (um Framework JavaScript) e roda sob o NodeJS. O Ghost possui suporte para os bancos de dados SQLite e MySQL. A sua instalação é extremamente simples e como o Node é multiplataforma, é possível rodá-lo em qualquer sistema operacional.

A plataforma

As tecnologias usadas em uma plataforma são importantes, porém elas são apenas os meios para o que realmente importa que é a entrega do produto final para o usuário. Nisso o Ghost bate um bolão! Ao abrir o seu painel de administração é difícil não se encantar com a simplicidade e elegância da interface. Todas as telas são extremamente limpas e levam o usuário diretamente ao que elas se propõem.

Ao acessar o Ghost ele já envia o usuário para a listagem de Posts, “direto ao ponto”, como tudo na plataforma:

Outra característica interessante é que o Ghost utiliza Markdown para formatar os posts ao invés de um editor clássico de HTML (WYSIWYG) que é bem comum nas outras plataformas.

Desenvolvimento de recursos

Além da instalação e administração seguirem os conceitos propostos por seu criador, a parte de desenvolvimento não fica para trás. Desenvolver temas para o Ghost é extremamente simples, muito graças ao handlebarsjs, um templating engine que permite a construção de templates utilizando o mínimo possível de lógica nos arquivos, tornando os temas extremamente simples de serem desenvolvidos.

O Ghost também possui uma API RESTful moderna que pode ser usada facilmente para integrá-lo à outras aplicações.

Veja abaixo um exemplo da marcação utilizada para a exibição dos dados de um post:

{{#post}}

<article class="{{post_class}}">  
  <header class="post-header">
    <h1 class="post-title">{{title}}</h1>
    <section class="post-meta">
      <time class="post-date" datetime="{{date format='YYYY-MM-DD'}}">
        {{date format="DD MMMM YYYY"}}
      </time> 
      {{tags prefix=" on "}}
    </section>  
  </header>
  <section class="post-content">
    {{content}}
  </section>     
</article>

{{/post}}

Loja de temas

O Ghost, assim como outras plataformas, também possui uma loja de temas onde é possível encontrar diversos temas já desenvolvidos, variando entre gratuitos e pagos (http://marketplace.ghost.org/themes/free/)

Hospedagem Ghost Pro

O ghost.org oferece também um serviço de hospedagem onde o usuário não precisa configurar nada para ter a plataforma instalada em um servidor com estrutura profissional. Os planos são baseados na quantidade de acesso mensal, o que permite iniciar pagando pouco e aumentar conforme o necessário.

No entanto, se você é desenvolvedor, consegue instalá-lo no seu servidor tranquilamente sem precisar assinar nenhum serviço de hospedagem adicional.

Conclusão

A equipe de desenvolvimento do Ghost está sempre trabalhando em novas funcionalidades e melhorando todo o ecossistema. O empenho da comunidade e as premissas da plataforma a tornam uma ótima alternativa.

<

p data-curso-box data-categoria=”cms-e-ecommerce”>

JUNTE-SE A MAIS DE 150.000 PROGRAMADORES