Acessibilidade e User Experience (UX) Arquitetura da informação – um breve overview

Confira neste artigo o que é Arquitetura da Informação, seus conceitos fundamentais e qual a importância de ter essa estruturação.

Marylene Guedes 4 de novembro de 2020

Os profissionais de tecnologia sempre estão atentos para entregar os melhores sistemas e apps para seus usuários. Provavelmente você tem aquele app que você acha incrível a experiência que ele te traz. Por trás desses sites e apps de qualidade, existem muitos profissionais responsáveis por estruturar a informação e pensar nas melhores maneiras de você ter uma boa experiência. A Arquitetura da Informação (AI) é um importante conceito em UX e implica diretamente em questões como marketing e negócio. Apesar disso, esse processo não é tão simples assim, mas faz toda a diferença para a experiência do usuário.

O que é Arquitetura da Informação?

Segundo o IAI – Information Architecture Institute,

“Arquitetura da informação é a prática de decidir como organizar as partes de algo para ser compreensível”.

Em outras palavras, a Arquitetura da informação é a estruturação do seu conteúdo para que ele seja mais fácil de ser entendido por um determinado público em um determinado contexto.

Atualmente, investir no design centrado no usuário é crucial para o seu sucesso. O arquiteto da informação deve ser capaz de identificar as reais necessidades e características da persona e de solucionar os seus problemas. Tudo isso vai garantir ao site uma boa usabilidade, proporcionando ao usuário a melhor experiência possível.

A importância de estruturar

A AI (abreviatura para Arquitetura da Informação) está presente em quase tudo no nosso cotidiano, não se limitando ao ambiente online. Por exemplo, você já percebeu que ao entrar em um novo supermercado, você rapidamente consegue se situar? Tudo pela estruturação do ambiente e das placas que indicam o que tem em cada corredor. Até a organização das prateleiras é toda pensada. Essa série de práticas e processos são pensados para que o usuário consiga realizar o que ele precisa de uma forma mais simples e lógica.

Porém, se você está a procurar uma informação em um site e não encontra, ou é muito dificultoso encontrar, tendo que entrar em muitas páginas, etc, provavelmente é um site que não faz bom uso da Arquitetura da Informação em suas interfaces.

Do mesmo modo, quando um usuário entende bem o site, acha rapidamente o que deseja, dentre outras coisas, faz com que ele tenha uma ótima experiência. Além de garantir um cliente, isso pode até resultar em indicações. Já a frustração dos usuários, podem fazer com que eles abandonem sua página/app, aumentando sua taxa de rejeição.

Os três conceitos fundamentais…

A arquitetura da informação tem três conceitos fundamentais: usuários, conteúdo e contexto. A ideia é buscar o equilíbrio entre esses três itens.

  • Usuários: pessoas que vão interagir, que tem as necessidades, expectativas, elas que terão a experiência;
  • Conteúdo: são as informações, objetivos, qual o formato que ela tem, como ela é armazenada, qual é a estrutura;
  • Contexto: missão, cultura, política, restrições, processos, etc.

De acordo com esses conceitos podemos entender que um grupo de usuários buscam por um determinado conteúdo dentro de um contexto.

UX/UI - Introdução
Curso de UX/UI - Introdução
CONHEÇA O CURSO

Então, o que faz um arquiteto de informação?

Depois de vermos o que é a Arquitetura da Informação e no que ela se baseia, vamos ver algumas atribuições de um arquiteto de informação.

  • Pesquisa e definição das necessidades dos usuários;
  • Criar Personas;
  • Etnografia;
  • Análise de tarefas;
  • Testes de usabilidade;
  • Documentação;
  • Definição dos requisitos do negócio e do escopo do projeto;
  • Gerenciamento de projetos;
  • Análise de negócios;
  • Gerenciamento das expectativas do cliente;
  • Definição das restrições básicas;
  • Indexação e catalogação;
  • Mapeamento de sites;
  • Gerenciamento de conteúdo;
  • Análise de tarefas;
  • Teste de usabilidade;
  • Navegação e rotulação.

Por fim, como falamos no começo deste artigo, a UX (User Experience) e a AI tem tudo a ver, justamente porque ela ajuda a garantir uma melhor experiência para o usuário, ou seja, faz com que o usuário encontre o que deseja de uma maneira prática e eficiente.

Deixe seu comentário

Conheça o autor desse artigo

  • Foto Autor Marylene Guedes
    Marylene Guedes

    Responsável pelo sucesso do cliente na TreinaWeb. Graduada em Gestão de Tecnologia da Informação pela FATEC Guaratinguetá, além de estudante de UX/UI.

    Posts desse Autor

Artigos relacionados