Business Intelligence (BI): o que é e para que serve?

A cada dia que passa o volume de dados cresce cada vez mais. Nesse mesmo momento que você está lendo esse artigo vários vídeos no youtube estão sendo upados, tweets estão sendo postados… Enfim, dados são gerados o tempo todo, podendo vir de qualquer lugar, como por exemplo, de um ERP, algum banco de dados ou até da web mesmo.

A informação é algo muito importante e valiosa para as empresas. Somente dados aleatórios não tem valor para o negócio, eles precisam ser analisados e transformados em informações, o que pode trazer muitos resultados positivos para as empresas como redução de custos, aumento de lucratividade, etc.

Devido a competitividade das empresas e as exigências do mercado, é extremamente importante as empresas terem informações e números do seu desempenho em suas mãos.

E é justamente nisso que o BI ajuda…

Business Intelligence (BI) podendo ser traduzido como Inteligência de negócios, é um conjunto de técnicas, conceitos e ferramentas que permite a organização e análise das informações para tomada de decisão. É um método que visa ajudar as empresas a tomar decisões inteligentes obtendo vantagens para o seu negócio, baseado em dados e informações recolhidas pelos diversos sistemas de informação.

Com o BI consideramos a empresa como um todo, pegando todos os tipos de dados possíveis de todas as áreas, fazendo literalmente uma análise completa dos números da empresa. Além de identificar oportunidades e riscos, você ainda consegue prever dificuldades, pontos de melhoria, capacidade de produção e novas áreas de investimento. O BI te ajuda a conhecer seu negócio, onde as tomadas de decisão são baseadas em evidências, não em achismo.

Você pode utilizar o BI para descobrir diversas coisas… clientes que mais compraram, quando, que mês teve melhor rentabilidade, quais filiais teve melhores e piores vendas, etc.
Além de obter informações valiosas sobre o comportamento de seus clientes por exemplo, você também consegue ter respostas rápidas a qualquer consulta.

Mas, como fazer isso?

Podemos separar tudo isso como um ciclo, sendo: Armazenamento -> extração de dados -> recursos de relatório e consulta -> análise de dados -> painéis digitais interativos -> visualização de dados e processos. Depois de passar por esses processos você terá informações confiáveis e de qualidade.

Para auxiliar ainda mais, temos o auxílio de ferramentas específicas onde você consegue organizar os dados transformando-os nesses painéis com informações claras e significativas. Alguns exemplos de ferramentas são o Power BI, Tableau, Pentaho e QlikView. Mas vale ressaltar que BI não é uma ferramenta, então mesmo não tendo uma ferramenta específica você consegue utilizar os conceitos, você pode aplicar o BI até no Excel, por exemplo.

Como tudo gira em torno de dados, é comum confundir BI e Big Data. Eles são diferentes e podem ser complementares. E é justamente o que vamos abordar no próximo artigo: as diferenças e como podemos uni-los para alcançar ainda mais resultados.

Deixe seu comentário
Share

Responsável pelo sucesso do cliente na TreinaWeb. Graduada em Gestão de Tecnologia da Informação pela FATEC Guaratinguetá, além de estudante de Marketing Digital e Mídias Sociais.