Começando com SVG no Front-End – Parte 1

Olá Web Developers! Vamos ver a importância do SVG para o desenvolvimento web e como começar a usá-lo. Esse é o primeiro post de três sobre como usar SVG.

O que é SVG?

O nome SVG vem de Scalable Vector Graphics (Gráficos Vetoriais Escaláveis). Ele é basicamente um formato de imagem vetorial suportado pelos navegadores e que pode ser animado/modificado por CSS e JavaScript. Para saber mais sobre imagens vetoriais e a diferença em relação às imagens comuns, dê uma olhadinha no nosso post sobre O que são imagens vetoriais?.

Quais as vantagens do SVG?

O SVG possui várias vantagens, como:

  • podem ser animados por CSS e modificados por JavaScript
  • por serem imagens vetoriais, você pode alterar o tamanho livremente sem perda de qualidade da imagem
  • podem ser embutidos no HTML, diminuindo a quantidade de requisições
  • você não precisa de um super editor de imagens para trabalhar com SVG. Algumas coisas simples você pode editar com o seu próprio editor de código ou usar até mesmo um programa gratuito online
  • possui várias funcionalidades que ainda são impossíveis ou muito complexas de se fazer com HTML e CSS, nos permitindo criar formas e efeitos mais complexos para nossas páginas web
  • como pode ser integrado com CSS, podemos usar Media Queries para criar imagens responsivas

Começando com SVG

Não precisamos de editor de imagem para começar com SVG. Você pode usar o mesmo programa que usa para escrever seu HTML.

Podemos criar uma imagem SVG em um arquivo .svg e depois chamar em nosso HTML usando a tag <img>, mas também pode-se, dentro do seu próprio HTML, criar uma tag <svg> e começar a escrever o código dentro dele.

Vamos começar a declarar um retângulo. Para isso usamos o elemento <rect>.

<svg>
     <rect width="200" height="100"  fill="red" x="10" y="30" stroke="green" stroke-width="5" ></rect>
</svg>

Teremos o seguinte resultado:

Vamos entender o que fizemos:

  • <rect> declara que queremos criar um retângulo
  • width e height servem para declararmos a largura e altura do elemento
  • fill serve para declararmos a cor do preenchimento do elemento
  • x e y servem para indicarmos a posição do elemento
  • stroke nos permite declarar a cor da linha de contorno do elemento
  • stroke-width declara a grossura da linha de contorno do elemento

Outro elemento muito comum é o <circle>, que serve para criar um círculo.

<svg>
    <circle r="30" cx="50" cy="40" fill="blue" stroke="orange" stroke-width="5" ></circle>
</svg>

Vamos entender o que fizemos:

  • <circle> declara que queremos criar um círculo
  • r indica o raio do círculo, então é por aqui que indicamos o tamanho
  • ao invés de posicionarmos o círculo com x e y, são usadas as propriedades cx e cy

Há outros elementos também como line, polyline, polygon, path e text.

SVG com CSS e JavaScript

Como dito anteriormente, o SVG pode facilmente ser integrado com CSS e JavaScript, permitindo que a gente o controle como quisermos.

Como exemplo, vamos criar um outro círculo, mas ao invés de escrever as propriedades diretamente na tag <circle>, vamos adicionar uma classe CSS e escrever essas propriedades no CSS.

<svg>
  <circle class="meu-circulo" ></circle>
</svg>
.meu-circulo{
  r: 30;
  cx: 50;
  cy: 40;
  fill: lightgreen;
  stroke: orange;
  stroke-width: 5;
}

Lembre-se que podemos fazer animações com CSS. Vamos criar uma transição simples para quando passarmos a seta do mouse por cima do círculo, mudando sua posição e cores:

.meu-circulo{
  r: 30;
  cx: 50;
  cy: 40;
  fill: lightgreen;
  stroke: orange;
  stroke-width: 5;
  transition: all 1s ease;
}

.meu-circulo:hover{
  cx: 70;
  fill: green;
  stroke-width: 10;
}

Também podemos integrar com JavaScript. Vamos pegar esse <circle> e criar uma função que aumente o r dele ao clicarmos:

const circle = document.querySelector('.meu-circulo');
let r = 30;

circle.addEventListener('click', () => {
    r += 10;
    circle.style.r = r;
})

Teremos o seguinte resultado:

É importante saber que só podemos integrar o SVG com CSS e JavaScript se ele estiver no corpo do HTML, como fizemos. Se você chamar uma imagem SVG com a tag <img> não dará certo.

No próximo post veremos como começar a trabalhar com o Inkscape, um software gratuito para a criação de imagens vetoriais que utiliza o SVG como formato de arquivo.

Deixe seu comentário

Graduado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Pós-graduado em Projetos e Desenvolvimento de Aplicações Web e MBA em Machine Learning. Especializado em Front End e curte desenvolvimento de jogos.

© 2004 - 2019 TreinaWeb Tecnologia LTDA - CNPJ: 06.156.637/0001-58 Av. Paulista, 1765, Conj 71 e 72 - Bela Vista - São Paulo - SP - 01311-200