26 de março de 2019

Configurando um ambiente PHP com o Laravel Homestead

Todo desenvolvedor Web deve garantir que seu código funcione, seja muito bem compreensível e adaptável, mas não para aí. Um dos grandes desafios é fazer com que o nosso código não apresente problemas em ambiente de produção. Muito desse problema ocorre porque o ambiente do desenvolvedor costuma ser muito diferente do de produção, uma ocorrência muito comum é quando o desenvolvedor utiliza Windows para desenvolver mas a aplicação em produção roda em Linux.

O Vagrant é uma ferramenta que atua em conjunto com sistemas de virtualização como: Virtualbox, VMware entre outros, e tem o intuito de trabalhar em ambiente virtualizado, chegando a ficar muito similar ao de produção (quando não acontece de ser o mesmo).

O Homestead é uma ferramenta escrita para automatizar algumas configurações do Vagrant, ele é disponibilizado pelos desenvolvedores do Laravel e o seu objetivo, além de facilitar o trabalho, é o de padronizar o ambiente PHP de forma que possamos trabalhar com as ferramentas mais comuns usadas pelos desenvolvedores em seus projetos.

É importante saber que o Homestead não é apenas limitado ao Framework Laravel e muito menos ao sistema operacional Windows. Ele pode ser configurado em sistemas Unix também.

Pré-config

Antes de darmos continuidade, para que o Homestead/Vagrant/VirtualBox funcionem, precisamos habilitar a virtualização em sua CPU pela BIOS, esse link explica o processo, tanto para processadores Intel quanto para AMD.

Hands on

Veja no vídeo abaixo o passo a passo sobre como instalar e configurar o Homestead no Windows:

Extras

Agora que vocês já conseguiram configurar o ambiente, pode parecer ser uma tarefa chata abrir o terminal para ligar e desligar suas máquinas virtuais, para tornar esse trabalho mais divertido, você pode usar o Vagrant Manager que é uma ferramenta visual para gerenciar seus ambientes em diferentes diretórios. Há também uma versão para macOS.

Share