Posts da Tag: Dicas - Blog da TreinaWeb

Carreira

Dicas para se manter atualizado na área de TI

Diante da velocidade com que novas tecnologias surgem, acompanhar as novidades tecnológicas é uma necessidade para todos os profissionais de TI. Novas versões, linguagens de programação, metodologias e uma infinidade de coisas são lançadas a todo momento. Mas, manter-se atualizado não significa apenas saber o que está acontecendo, também é saber qual é a aplicação prática dessas novidades e tendências, ainda mais se elas forem da sua área de atuação.

Portanto, veremos neste artigo algumas dicas para você colocar em prática, pois se manter atualizado é fundamental para se destacar.

Acompanhe o mercado

Acompanhar o mercado é muito importante para se inteirar do que está acontecendo, das novidades, tendências e da aplicabilidade das coisas.

Para não perder nada, você pode assinar newsletters de sites que você gosta de acompanhar, para receber diretamente em seu e-mail as novidades. Assim, você vai ser notificado sempre quando novos materiais estiverem disponíveis.

Participe de eventos

Participar de eventos é uma excelente maneira para conhecer tendências, lançamentos e ainda poder fazer networking. Dessa forma, podemos ter uma perspectiva do mercado e das novidades que estão a caminho. Esses eventos de tecnologia contam com autoridades do meio que trazem diversos conteúdos que te ajudam a colocar as novidades em dia.

Com a pandemia os eventos foram migrados para a forma online, sendo assim, você pode participar de diversos eventos, como meetups, conferências, palestras etc, relacionados a TI. Você pode “ir” a esses eventos sem sair de casa.

Desenvolvedor React
Formação: Desenvolvedor React
O React é utilizado por várias empresas em suas aplicações por sua simplicidade e poder, como Facebook, Instagram, Whatsapp, Netflix e DropBox. Nesta formação veremos todo poder desta biblioteca tão poderosa.
CONHEÇA A FORMAÇÃO

Faça cursos de atualização

Por conta das constantes mudanças e evoluções que existem na área, um profissional que não se atualiza constantemente dificilmente terá um bom espaço no mercado. Por isso, realizar cursos é uma ótima maneira de se atualizar e aprender coisas novas. Porém, uma vez aprendido uma tecnologia, é importante ficar atento às suas possíveis atualizações ou até mesmo se já foi lançado alguma outra novidade.

Os bootcamps tem chamado atenção da galera atualmente e é uma boa opção de imersão em uma tecnologia. Porém eles são mais puxados, com tempo pré-determinado. Caso você não tenha tanto tempo disponível ou prefere ir no seu ritmo, pode optar por outros tipos de cursos, onde você faz no seu tempo.

Certificações

Dependendo da área que você atua, ter certificações faz bastante diferença no currículo. Elas indicam que você é um profissional sério e que procura se manter atualizado, além de estar qualificado para o mercado de trabalho. Se você é da área de redes, tem diversas certificações da Cisco, como por exemplo a CCNA. Se é mais da área de gestão, tem de ITIL, PMP, CAPM e por aí vai…

Aproveite as redes sociais

Além de usarmos as redes sociais para entretenimento, podemos usá-las a favor de nos manter atualizados até mesmo sobre nossa área. Portanto, siga empresas e pessoas de sua área de atuação e interesse, sendo estas pessoas que você confia como conhecedoras e referências na área. E o melhor de tudo: você não precisa pagar por nada disso.

Acompanhe sites e blogs especializados

Sites e blogs da área de TI são ótimos lugares para encontrar conhecimento gratuito e ainda se manter informado. Acompanhe conteúdos relevantes de blogs, sites de tecnologia e até de canais do Youtube, tem muito conteúdo bom e gratuito lá.

Aqui no blog da TreinaWeb temos posts de segunda a sexta, dos mais variados temas. Provavelmente um deles irá te interessar 😀

Até a próxima! 🙂


Carreira

Como se tornar um desenvolvedor melhor

Quando trabalhamos com desenvolvimento, é de suma importância estarmos atentos a como estamos como profissionais. Buscar evoluir quanto profissionais é primordial, pois sempre temos o que melhorar, ainda mais na área de TI onde tudo muda rapidamente. Vamos conferir neste artigo algumas dicas de como se tornar um desenvolvedor melhor, para que você possa se aperfeiçoar e, assim, impulsionar a sua carreira.

Domine os fundamentos da computação

Apesar de preferirmos aprender linguagens e outras coisas mais técnicas, é importante se atentar em construir uma base. Ter uma base consolidada é algo básico, mas muitas pessoas acabam “atropelando”, aprendendo superficialmente ou até mesmo pulando essa etapa. Essa base de conceitos, como os conceitos básicos da computação, algoritmos, arquitetura de sistemas, estrutura de dados, etc, vão ser muito importantes na sua carreira. Além de te ajudar na resolução de problemas, você entenderá melhor como cada coisa funciona.

Java - Estrutura de dados - Parte 1
Curso de Java - Estrutura de dados - Parte 1
CONHEÇA O CURSO

Fique antenado nas novidades do mercado

Diante da velocidade com que novas tecnologias surgem, acompanhar as novidades tecnológicas é uma necessidade para todos os profissionais de TI. Novas versões, linguagens de programação, metodologias e uma infinidade de coisas são lançadas a todo momento. Por isso, é importante que os profissionais se mantenham atualizados com as últimas tendências e técnicas específicas em sua área de atuação, ainda que acompanhar essa constante transformação não seja uma tarefa fácil.

Participar de eventos também é uma ótima maneira para conhecer tendências, lançamentos e ainda poder fazer networking. Nesses eventos ainda podemos ter uma perspectiva do mercado e das novidades que estão a caminho. Se você gosta de rede sociais, também dá pra se manter atualizado no mercado, seguindo conexões de empresas e profissionais da área.

Participe da comunidade

Se envolva com a comunidade. Fazer networking é uma ótima maneira de fazer troca de conhecimento e experiência com outros profissionais da área. Se você gosta de falar em público, palestrar sobre algo que você domina também é uma ótima forma de compartilhar conhecimento.

Uma outra opção é contribuir com projetos open source (de código aberto) para colocar em prática seus conhecimentos e ainda interagir com outros profissionais.

Tenha empatia

Mantenha a simplicidade como profissional, saiba ouvir pessoas mais experientes como também os iniciantes. Sempre existe algo para aprender com eles. Outro ponto importante é saber ver outros pontos de vista, para poder debater diante de cada contexto, o que é melhor para aquele momento.

Nunca deixe de estudar

Estudar é algo imprescindível na vida de um desenvolvedor. É fundamental estar disposto a querer aprender e sempre adquirir novos conhecimentos. Mesmo no dia a dia, sempre estamos aprendendo algo, seja corrigindo algum bug ou mexendo com alguma tecnologia nova. Tenha o hábito de sempre aprender algo, separando um tempinho do dia (por mais que seja pouco) para estudar.

Manter uma constância nos estudos é muito importante, por isso, invista em cursos, especializações, etc, sejam eles pagos ou gratuitos, presenciais ou online. Lembre-se que o aprendizado é contínuo.

Essas foram algumas dicas de como se tornar um desenvolvedor melhor. E você, tem mais dicas? Vamos fazer essa troca nos comentários 🙂


Estudos

Dicas de como estudar programação

Na área de programação sabemos que a parte teórica é muito importante, mas de nada adianta você apenas ler, ver vídeos, tutoriais… se você não colocar a mão na massa – nesse caso, no código.

Praticar é essencial, ainda mais se você está iniciando na área ou está a procura da primeira oportunidade. Além disso, em muitas entrevistas para vagas de desenvolvedores, há a parte prática, que pode ser realizada junto ao recrutador e outras pessoas da área de TI que te acompanham quanto também em um teste que você deve enviar. Por isso, ter tido essa prática também te ajudará a ganhar confiança para esses processos.

Veremos então como você pode melhorar sua habilidade em programação e resolução de problemas.

Crie um software / app para alguém que precise

Provavelmente há várias pessoas perto de você precisando automatizar tarefas, seja pessoal ou no profissional. Por isso, nada melhor do que você se oferecer para ajudar. No começo, mesmo que não seja remunerado, é uma ótima maneira de você treinar e colocar seu projeto para funcionar. Pode ser algo pequeno, nada muito grandioso. Assim você consegue ver seu software/app funcionando com usuários reais, podendo até disponibilizá-lo para outras pessoas depois.

Além disso, você ainda incrementa seu portfólio. Se possível também coloque todos os repositórios dos seus programas no Github.

Desenvolvedor React
Formação: Desenvolvedor React
O React é utilizado por várias empresas em suas aplicações por sua simplicidade e poder, como Facebook, Instagram, Whatsapp, Netflix e DropBox. Nesta formação veremos todo poder desta biblioteca tão poderosa.
CONHEÇA A FORMAÇÃO

CodeWars

CodeWars é um site onde você consegue resolver diversos tipos de exercícios nas mais diferentes linguagens de programação.

Segundo o próprio site, nele você pode melhorar suas habilidades treinando com outras pessoas em desafios reais de código. É um ambiente gamificado, onde você vai progredindo ganhando posições e honras. Existem desafios dos mais variados níveis, indo do nível básico até um nível extremamente avançado.

Essa é uma opção, mas existem várias outras plataformas com o mesmo propósito.

Escolha cursos que tenham bastante prática

A parte teórica é muito importante, pois os conceitos te darão uma boa base para aprender o que vier pela frente. Mas também devemos nos atentar à parte prática quando adquirimos cursos – sejam eles presenciais ou online.

O melhor método é essa combinação de teoria e prática, pois somente a prática te fará a ser um copiador de códigos e não é isso que queremos: você deve saber como e o por que de estar fazendo aquilo.

Para incrementar essa parte prática, aqui na TreinaWeb temos os “Projetos Práticos”, onde você inicia a criação de uma aplicação literalmente do zero; e o “Direto ao ponto” que são bem diretos e práticos abordando um determinado tema.

Também temos o Tw Dev Server, uma ferramenta para te ajudar ainda mais nos estudos, seja servindo arquivos ou simulando um back end com api e banco de dados.

E você tem mais dicas de como estudar programação? Conta pra gente =)


Desenvolvimento Estudos

Dicas para programadores iniciantes

Atualmente, existem muitas pessoas que querem ingressar na área de tecnologia, principalmente nesse mundo da programação. Programação, como qualquer outra área, exige estudo, dedicação e tempo. Neste artigo, vamos abordar algumas dicas para programadores iniciantes com a finalidade de te ajudar a trilhar esse caminho, fazendo com que você aprenda sem desistir durante a jornada.

Tenha uma base sólida

Se você já quer começar direto em uma linguagem e pula a lógica de programação, você já está começando errado e provavelmente terá problemas lá na frente. É importante conhecer conceitos fundamentais de raciocínio lógico e organização de pensamentos. É importante para você entender o que um trecho de código faz, ao invés de apenas copiar trechos de códigos.

Aprenda a ler os erros

Não se desespere quando aparecer um erro: isso é bem comum. A dica aqui é ler as mensagens de erro, pois geralmente ela já contem qual o problema que aconteceu, qual linha que causou o problema etc. De posse dessas informações, você poderá analisar a sintaxe da linguagem (como algo que você pode ter colocado em maiúsculo quando deveria ser minúsculo, um ponto-e-vírgula que falta etc.) e até mesmo descobrir possíveis erros de lógica.

Peça ajuda, mas saiba pesquisar antes

É normal travar de vez em quando – e isso acontece até mesmo com quem não é iniciante. Neste tipo de situação, quando precisamos corrigir e descobrir o erro, não é vergonhoso pedir ajuda para alguém.

O “problema” é quando você pede ajuda a um professor ou a um colega de trabalho sem ao menos ter tentado chegar a alguma solução antes, já que a ajuda da outra pessoa – mais experiente – resolveria o problema de forma mais rápida.

Para você ter um conhecimento mais profundo em alguma tecnologia que você está trabalhando, é importante tentar resolver seus problemas inicialmente com seus próprios recursos, seja buscando no Google, na documentação oficial ou até mesmo nos fóruns para ver se alguém já teve o mesmo problema que você.

Antes de perguntar a alguém, sempre certifique-se de que você investigou por conta própria: muitas coisas podem ser encontradas facilmente com uma simples pesquisa.

Não tenha vergonha de pedir ajuda quando necessário… A dica que fica aqui é que você, pelo menos, tente resolver sozinho inicialmente. Quando você encontra um problema e se permite ao desafio de tentar corrigi-lo por conta própria, você está encarando uma grande oportunidade de aprendizado e desenvolvimento de experiência.

Desenvolvedor React Native
Formação: Desenvolvedor React Native
O React Native nos permite criar aplicativos mobile realmente nativos com JavaScript para Android e iOS. Ele vem sendo usado em aplicativos como Facebook, Instagram e Uber. Nesta formação vamos aprender a acessar APIs nativas, incluindo o desenvolvimento de nosso próprio código nativo (Java e Objective-C), integrá-lo ao JavaScript. Além de aprenderemos a trabalhar com aplicativos offline, como estilar nossos componentes, criar layouts responsivos e animados e como integrar o React Native com o Firebase.
CONHEÇA A FORMAÇÃO

Treine tudo o que você aprender

Apesar de clichê, esse é um ponto extremamente importante que às vezes acabamos deixando de lado. Se você não praticar o que aprendeu em um projeto, você acaba esquecendo o conteúdo, fazendo com que o conhecimento não seja fixado. Isso pode acabar levando ao desânimo e à ideia errônea de que a programação não é para você. Mas, a verdade é que não está havendo prática e a fixação.

Portanto, é importante tentar praticar após a aprendizagem. E sempre evite a procrastinação em seus estudos, já que a procrastinação é uma das principais inimigas do processo de aprendizagem.

Fique atento a eventos gratuitos

Há muitos eventos gratuitos que estão rolando por aí. Ainda mais agora, por conta da COVID-19, muitas empresas têm disponibilizado cursos, vídeo-aulas e workshops de forma gratuita ou até mesmo por um valor bem abaixo que o normal.

Atualmente, temos um mini curso de Python & Django com acesso aberto a todos. Trata-se de um workshop com aulas sobre como criar aplicações web com o framework Python mais famoso: o Django. Ele é voltado para todos, independente do seu nível de conhecimento. Assim, você pode estudar e aumentar seus conhecimentos sem gastar nada.

Dica extra

Goste do que você faz

Independente da área da programação que você vá seguir, seja web, mobile, entre outras; é importante você estar entrando na programação porque se interessa, gosta e quer que ela seja sua profissão para o futuro.

Existem muitas pessoas que escolhem a profissão somente para arrumar um emprego ou até mesmo pelos bons salários que ela oferece. Isso se torna uma péssima escolha a longo a prazo, pois você acabará se tornando um profissional frustrado…

Em contrapartida, existem muitos programadores apaixonados pela profissão: então, esteja sempre perto dessas pessoas. Com certeza, elas irão te motivar a seguir nessa área cuja demanda só cresce a cada dia.

Esperamos que essas dicas te ajudem de alguma forma. E, caso esteja precisando de algumas dicas em como melhorar sua rotina de estudos, já abordamos esse assunto aqui no blog.

Até a próxima!


Estudos

Como melhorar sua rotina de estudos – Parte 2

Há um tempo atrás, publicamos um artigo com dicas de como melhorar sua rotina de estudos. Caso você ainda não tenha visto, sugiro ler este primeiro artigo antes.

A primeira parte foi mais focada na parte da rotina em si, nessa segunda parte vamos dar algumas dicas mais focadas no aprendizado, para deixar uma rotina de estudos mais leve e proveitosa.

Um passo de cada vez

um passo de cada vez

É bem comum você estar fazendo um curso e no meio dele, começar algum outro. Às vezes isso dá certo para você, ainda mais se forem assuntos complementarem. Mas, para muitas pessoas isso pode não dar muito certo, pois pode acabar confundindo ainda mais na hora de aprender, onde o aluno não consegue manter o foco em 2 ou 3 cursos simultâneos.

Se este é o seu caso ou se você está iniciando em algo que nunca viu antes, não considero interessante estudar mais de um curso ao mesmo tempo. É bom sim você saber quais cursos deve fazer e deixá-los em uma lista, assim como são nossas formações. Assim, você pode ir seguindo ela e ir fazendo um curso por vez. Assim diminui a chance de você deixar um curso pela metade.

Revise o conteúdo

fazer revisões

Quando aprendemos algo e não utilizamos, é normal que ele acabe caindo no esquecimento. O segredo para não esquecermos de algo que vimos relativamente a pouco tempo atrás é fazer revisões.

Muitas vezes não damos muita importância nesse quesito, pois muitas pessoas acham que é um tempo que você “perde” revisando algo que você acha que já aprendeu o suficiente. Mas, se você quer ter certeza que aprendeu de verdade, é muito importante fazer revisões para termos certeza que aquilo não será esquecido.

Com uma rápida pesquisa na internet, podemos ver que existem vários métodos de fazer revisão. Por exemplo, após terminar um determinado assunto você pode fazer uma primeira revisão 7 dias após. Depois, em 30 dias, você pode fazer uma nova revisão – lembrando que são revisões, então não precisa perder muito tempo nela – mas é importante se atentar aos pontos chaves, para garantir que tudo estará em sua memória de longo prazo.

Oferecer ajuda a algum amigo que está estudando a mesma coisa que você, acaba te ajudando a relembrar. Na verdade o simples fato de você explicar/ensinar alguém é super válido, uma ótima maneira de fixar o conteúdo.

Veja códigos de outras pessoas

ver código de outras pessoas

Ler códigos de outras pessoas é uma ótima maneira de aprender a programar. Encontre um pedaço simples de código e tente decifrá-lo. Assim você aprende vendo como as pessoas fazem as coisas, como boas práticas, padrões de projeto aplicados e maneiras mais idiomáticas de se escrever o código, vendo o código de pessoas com maior nível de senioridade. Existem diversos projetos abertos no GitHub por exemplo, que você pode fazer o download e dar uma olhada.

Desenvolva projetos

desenvolva projetos

Em meio aos estudos, é importante ir se dando tarefas mais difíceis. Isso é importante para aumentar seu nível de conhecimento e você ir se aprimorando cada vez mais. Uma maneira é ter projetos a cumprir, seja projetos que aparecem no meio de um curso que você está fazendo ou um projeto que você mesmo criou na sua cabeça.

Esqueça isso de apenas copiar e colar código, pois isso não te ajuda a realmente a aprender. Com isso, certamente você se tornará um desenvolvedor melhor e ao final você vai saber o porquê está fazendo cada coisa e não apenas fazer por fazer.

Desenvolver algo é essencial para colocar seus conhecimentos em prática e ver as coisas tomando forma acaba te motivando a estudar e melhorar cada vez mais.

Concluindo…

Atribuindo algumas dessas dicas em sua rotina de estudos, pode deixá-la mais atrativa, já que muitas vezes só de ouvir o “rotina de estudos” já deixa tudo meio massante.

Não existe um jeito certo de estudar, existem vários e cada pessoa se comporta de uma forma. O que funciona para um, pode não funcionar para outro. Às vezes uma pessoa consegue estudar 4h por dia e outra apenas 1h. A única pessoa que consegue controlar essas horas que você vai estudar é você mesmo, se atentando sempre que qualidade é melhor que quantidade.

Lógica de Programação Completo
Curso de Lógica de Programação Completo
CONHEÇA O CURSO

Por isso, que neste artigo, assim como na primeira parte, damos dicas para que vocês possam ver o que vai funcionar para vocês. Além disso, em meio aos estudos para entrar no mundo da programação, certas coisas não tem muita escapatória: é importante aprender lógica, conceitos, fazer exercícios, revisões… e não adianta correr com o conteúdo e fingir que aprendeu.

Por mais que apareçam dificuldades – porque provavelmente irão aparecer – tente seguir em frente. Se começou então vá até o final, evite ficar largando pela metade.

Bola pra frente e bons estudos! 😀


Carreira Desenvolvimento

Dicas para impulsionar sua carreira como desenvolvedor

Sabemos que, hoje em dia, um profissional precisa conseguir se manter no mercado e, para isso, ele não pode ficar parado. Ele deve estar em constante aprimoramento em busca de suas metas e objetivos, que podem ser a conquista de uma determinada vaga, ser promovido ou qualquer outra coisa que você almeje.

Se você deseja impulsionar sua carreira, separamos algumas dicas para você se destacar como desenvolvedor.

Aprenda os conceitos de clean code

Atualmente, o mercado exige que os desenvolvedores não “programem” simplesmente. Muitas empresas desejam profissionais que possuem domínio de boas práticas e noções de arquitetura – o famoso “código limpo”.

Por isso, é importante colocar esses conceitos em prática, para evitar que seu código fique mal escrito ou tenha funcionalidades que não foram implementadas da maneira correta. Além disso, acaba dificultando outra pessoa de entender o código e principalmente na hora da manutenção.

Confira algumas dicas em nosso artigo “Dicas para manter seu código limpo e legível”.

Git e GitHub - Controle de versão
Curso de Git e GitHub - Controle de versão
CONHEÇA O CURSO

Git está virando o “básico”

O Git é muito utilizado pelos desenvolvedores, muito mesmo. Então é importante que você, como desenvolvedor, saiba utilizar o Git de verdade, não somente o básico. Existem muitos comandos úteis que nos ajudam a facilitar o trabalho.

Além do curso de Git em nossa plataforma, temos artigos que explicam sobre o GIT e seus comandos em nosso blog. Dê uma conferida em: Comandos do Git que você precisa conhecer – Parte 1 e Comandos do Git que você precisa conhecer – Parte 2 – Repositórios Remotos.

Compartilhe seus conhecimentos com outras pessoas

Escrever um post sobre alguma tecnologia nova ou até mesmo criar um tutorial é uma ótima opção para você compartilhar seus conhecimentos e trocar experiências. A produção de conteúdo relevante pode ajudar muito a quem lê, além do engajamento que você terá com essas pessoas. Com isso, você consegue aproveitar e utilizar melhor seus conhecimentos ajudando o próximo.

Se você não tiver um blog, pode criar no seu próprio LinkedIn, pois a interação do LinkedIn está crescendo a cada dia mais.

Contribua em projetos open source

Se você gosta e trabalha com uma ferramenta “X” e ela for open source, por que não contribuir? Além de você participar no desenvolvimento de um grande projeto, você ainda trabalha com outros desenvolvedores que podem ser de até outros países. É uma ótima forma de você aprender também, pois estará vendo o código de outras pessoas e vai precisar não só entender o mesmo, mas interagir com ele.

Não há maneira melhor que conhecer desenvolvedores mais experientes do que em projetos open source. Lá você irá compartilhar e absorver conhecimentos.

Construa um portfólio

Essa é até uma dica já batida aqui, mas é sempre importante ressaltar. O portfólio é importante para você mostrar de uma forma “concreta” o que você sabe fazer. Você pode juntar seus melhores projetos desenvolvidos, sejam eles para empresas, faculdade ou até projetos pessoais. Assim, algum recrutador ou alguém que saiba de alguma vaga pode ver seus projetos, o que pode te resultar em novas oportunidades.

Novamente o LinkedIn nos auxilia nisso, você pode postar um mini vídeo de uma aplicação que você acabou de desenvolver, um print de um projeto de estudo… Tudo isso mostra o que você está fazendo naquele momento e aguça a curiosidade dos demais – aqui novamente entram as interações. Fora isso, ainda mostra que você é uma pessoa que sempre está buscando aprender.

Também temos um artigo sobre como dar um up em sua carreira, acesse em Como turbinar sua carreira em 2020 e confira novas dicas =)

Desenvolvedor Front-end
Formação: Desenvolvedor Front-end
HTML, CSS e JavaScript são a base de toda a web. Tudo o que você está vendo aqui agora depende deste tripé. Nesta formação vamos iniciar aprendendo lógica. Em seguida veremos todos os aspectos do HTML, CSS e JavaScript. Por fim, aprenderemos Sass, Google Analytics, empacotar nossas aplicações com Webpack, criação de aplicações Desktop com Electron, UX/UI e uma introdução aos frameworks mais utilizados no mercado: Angular, React, Vue e Ember.
CONHEÇA A FORMAÇÃO

Testes e Projetos

6 dicas para elaborar um cronograma de projeto

Depois de vermos quais os principais erros na gestão de projetos, vamos focar em itens para se criar um bom cronograma. Erros na elaboração de um cronograma pode possibilitar diversas falhas, desde estourar o orçamento até atrasar entregas – e não é o que queremos.

Gerenciamento de projetos - Fundamentos
Curso de Gerenciamento de projetos - Fundamentos
CONHEÇA O CURSO

O cronograma, além de nos ajudar a ver o que deve ser feito no projeto, é criado visando principalmente as entregas do projeto. Por isso, a elaboração de um bom cronograma é importante para visualizar o projeto como um todo para assim poder executá-lo.

O cronograma nos ajuda muito na hora de fazer a gestão do tempo de um projeto. Nele é apresentado basicamente a conexão de tarefas, datas, durações e recursos. Sendo assim, vamos abordar neste artigo as etapas que devemos seguir a fim de criar um bom cronograma e com isso, ter um bom desempenho durante o desenvolvimento do projeto.

Definir muito bem o escopo do projeto

Essa é das partes mais importantes: se você errar aqui, provavelmente vai errar lá na frente. O escopo deve ser muito bem definido e claro. Deve-se definir a finalidade do projeto, o que será feito, qual o orçamento, quantos e quais recursos são necessários e estimativa de tempo.

Identificar todas as tarefas necessárias

A partir do escopo, você deve identificar quantas e quais são as entregas do seu projeto até que ele seja entregue como um todo. Dentro dessas entregas, você deve descrever literalmente todas as tarefas necessárias a serem executadas. A partir dessa lista de tarefas que você vai analisar se a estrutura do cronograma está adequada ao tipo de entrega que você quer alcançar, ou não.

Identificar recursos

Você deve identificar quais recursos serão empregados em cada atividade. Esses recursos podem ser de trabalho (pessoas e equipamentos) ou materiais (itens utilizados para completar as tarefas).
Você também irá definir quem será responsável por cada parte dessas tarefas. Se você colocou uma pessoa na tarefa A e ao tempo para executar a tarefa B, possivelmente ela não conseguirá dar foco nas duas, caso essas tarefas exijam muito. A mesma coisa serve para um mesmo equipamento em tarefas diferentes que precisam ser executadas no mesmo momento, o que acaba não dando certo pois esse recurso já estará sendo utilizado por outra tarefa.

Também é interessante analisar os fornecedores desses recursos caso os tenha, pois o atraso em uma entrega pode impactar a realização da tarefa.

Verificar as tarefas com dependências

Devemos identificar no nosso cronograma tarefas que tem dependências de outras, ou seja, quando uma tarefa não pode começar se outra não tiver sido finalizada. Então, devemos vincular essas tarefas para uma melhor visualização e planejamento. Assim, se uma tarefa atrasar e outras estiverem vinculadas a ela, você já saberá que a data da entrega poderá sofrer atrasos, fazendo com que a entrega final sofra com isso também. Para esses casos, você deverá criar alguns planos para resolver isso.

Estimar o tempo de duração

Agora você irá determinar as durações das tarefas e isso varia muito com a estrutura do cronograma e do porte do projeto. Para estimar você pode utilizar a forma que melhor se encaixa no seu projeto, dependendo do seu nível de detalhamento, podendo ser em horas, dias, semanas e por aí vai. Essa parte é importante fazer juntamente a sua equipe.

Atualização é essencial

Não adianta perder um tempo na elaboração do cronograma e deixá-lo encostado. É importante a frequência de atualizações para se saber ao certo como está o andamento do projeto, o que está sendo feito, o que atrasou, tudo para que possamos tomar medidas necessárias a tempo, para que não prejudique a entrega final. Isso também é fundamental pois assim o time consegue acompanhar o próprio desenvolvimento.

Também não podemos nos esquecer de uma etapa muito importante: o controle do cronograma, uma parte que exige atenção e disciplina, onde devemos analisar o planejado e o realizado.

Com o cronograma você consegue ter uma melhor visão do seu projeto, conseguindo monitorar o andamento do mesmo. Deve ser de fácil interpretação para a equipe do projeto, o profissional deve olhar e entender quais tarefas deverão ser executadas, quando e qual a relação entre elas.

Claro que no meio do caminho pode ser necessário algumas mudanças, também pode acontecer em alguns projetos onde as coisas não estão acontecendo conforme o planejado, aí é preciso rever o cronograma e ter novas estratégias, como atualizar com novas datas, inserir novas tarefas caso necessário, adicionar um novo recurso… Modificar o cronograma não quer dizer que tudo está dando errado, mas é importante ver e fazer as alterações necessárias para se ter o mínimo de impacto possível, além de ter um registro dessas alterações documentado.
Você pode produzir esse cronograma manualmente, mas geralmente é utilizado (e recomendado) algum software de gerenciamento de projetos.

No próximo artigo, veremos um pouco sobre o Gráfico de Gantt.

Formação:
CONHEÇA A FORMAÇÃO

Desenvolvimento

Boas práticas de programação para iniciantes

Quando estamos começando a lidar com linguagens de programação, ficamos mais preocupados em fazer nosso código funcionar do que qualquer outra coisa. Normalmente, a última coisa que prestamos atenção é se o código está legível e “bonito” se de ver… Porém, é importante começarmos a seguir algumas boas práticas de codificação desde o início. Isso irá lhe auxiliar a criar o hábito de escrever código de fácil entendimento e de manutenibilidade aprimorada. Às vezes, nós mesmos não conseguimos entender um código que fizemos a um tempo atrás.
Se você está iniciando agora, veja algumas dicas para colocar em prática.

Java - Fundamentos
Curso de Java - Fundamentos
CONHEÇA O CURSO

Utilize nomes significativos

Quando escrevemos qualquer trecho de código que seja, é importante deixar claro o que é uma variável ou o que um método faz. Um dos pontos que precisamos seguir para atingirmos este objetivo é utilizarmos nomes significativos para as nossas estruturas de código. Evite nomear variáveis, métodos e classes com nomes que não tenham nada a ver com o contexto… O código deve ser simples e direto, deixando claro a sua intenção logo na primeira leitura.
Por exemplo: quando estamos iniciando nossos estudos em desenvolvimento e precisamos escrever uma estrutura de código que faça uma soma, geralmente escrevemos algo similar ao abaixo:

public int fazer_a_soma(int a, int b)
{
    return a + b;
}

Veja que temos alguns pontos que poderíamos melhorar, tornando nosso código mais legível: poderíamos simplificar o nome do método e darmos nomes mais claros para os nossos parâmetros… Nosso método, depois de corrigido (ou refatorado), poderia ficar da seguinte maneira:

public int somar(int numero1, int numero2)
{
    return numero1 + numero2;
}

Cuidado com os comentários!

Os comentários geralmente nos ajudam a explicar ou recordar de algo no código. Porém, comentários em excesso não é algo muito legal… Se você está tendo que explicar tudo que ocorre em seu código, é porque o código provavelmente está mal escrito ou bagunçado. Sendo assim, tente sempre restringir os comentários aos trechos onde realmente seja necessário. Trechos de código que sigam práticas como a utilização de nomes significativos geralmente auxiliam a restringir os comentários aos trechos onde os mesmos sejam de fato necessários.

Reaproveite o código

Se você está fazendo algo que já existe em mais de um lugar, é interessante pensar em uma forma de evitar essa duplicidade. Por isso, sempre pense em reaproveitamento de código, criando estruturas (como classes e métodos) mais abstratas e reaproveitáveis. Pensar em reaproveitamento de estruturas diminui o volume de código e torna o processo de manutenção centralizado e muito mais facilitado.

Python - Fundamentos
Curso de Python - Fundamentos
CONHEÇA O CURSO

Idente seu código

A identação, que consiste nos tabs ou espaços agrupando os diferentes blocos de código, é algo essencial. Um trecho de código mal identado é terrivelmente difícil de ser lido. Por isso, atente-se sempre à identação dos trechos de código que você escrever. Lembre-se também que a maioria das IDEs e editores de texto modernos possuem atalhos que identam todo seu código de maneira rápida e automática, portanto: utilize este recurso sempre!
Veja abaixo um trecho de código com identação incorreta. Repare que o código é super complicado de ser lido, ainda mais por se tratar de um trecho de código com múltiplos blocos.

if(idade > 18) {
 System.out.println("Idade maior que 18");
} else if(idade == 18) {
System.out.println("Idade é igual a 18");
            } else { 
 System.out.println("Idade menor que 18");}

Veja agora o mesmo trecho de código corretamente identado. Veja que o código parece mais “fluído”, se tornando muito mais fácil de ser lido simplesmente por estar com a identação correta.

if(idade > 18) {
    System.out.println("Idade maior que 18");
} else if(idade == 18) {
    System.out.println("Idade é igual a 18");
} else {
    System.out.println("Idade menor que 18");
}

Mesmo sendo iniciante, é importante sempre estarmos atentos às possibilidades de como melhorar nosso código, pois isso é um ponto que o mercado em geral valoriza muito. Por mais que a maioria das empresas desejarem que seus softwares funcionem, elas também esperam que o código produzido apresente qualidade. Bons desenvolvedores estão atentos hoje às boas práticas de codificação.
Neste artigo, foram abordadas algumas práticas mais simples. Mas, caso queira se aprofundar ainda mais em pontos relacionados às boas práticas de código limpo, temos o artigo “Dicas para manter seu código limpo e legível” para que você possa melhorar cada vez mais a escrita de seus códigos.

Desenvolvedor Front-end
Formação: Desenvolvedor Front-end
HTML, CSS e JavaScript são a base de toda a web. Tudo o que você está vendo aqui agora depende deste tripé. Nesta formação vamos iniciar aprendendo lógica. Em seguida veremos todos os aspectos do HTML, CSS e JavaScript. Por fim, aprenderemos Sass, Google Analytics, empacotar nossas aplicações com Webpack, criação de aplicações Desktop com Electron, UX/UI e uma introdução aos frameworks mais utilizados no mercado: Angular, React, Vue e Ember.
CONHEÇA A FORMAÇÃO

Desenvolvimento Mobile

Dicas para lançar um aplicativo de sucesso

Os aplicativos tem ganhado cada vez mais espaço na vida das pessoas. A partir deles fazemos desde tarefas mais simples como olhar a previsão do tempo, como também conseguimos pedir um delivery, marcar uma consulta, jogar, estudar e mais uma infinidade de coisas.

Provavelmente você já teve alguma ideia para algum aplicativo, mas ficou sem saber até mesmo como começar. Realmente, o desenvolvimento de aplicativos é um processo que engloba muitas etapas e demanda tempo e conhecimento. Por isso, neste artigo vamos dar algumas dicas do que você tem que pensar e fazer antes de lançar um aplicativo.

Android - Avançado
Curso de Android - Avançado
CONHEÇA O CURSO

Pesquise muito antes de iniciar

desenho de pessoas e uma lupa

Essas pesquisas são importantes antes de iniciar o processo, pois senão, no final você poderá ver que o que foi desenvolvido não era uma necessidade do seu público e consequentemente, ele não será utilizado/vendido. Por isso, devemos fazer uma pesquisa a fundo nos seguintes itens:

Ideia – Pesquise se alguém já teve a mesma ideia que você, se tem algum aplicativo parecido. Se sim, como você pode melhorar essa ideia?
Público-alvo – Esse é um fator muito importante pois, sem eles, seu aplicativo não terá uso. Pesquise mais sobre quem será seu público. O que seu aplicativo terá que fará com que eles baixem? O que eles buscam que seu aplicativo vai atender?
Mercado – Pesquise sobre o mercado. Está pensando em um aplicativo, mas tem vários desse segmento? Será que valerá a pena? Ou você tem um super diferencial para oferecer? Como você vai fazer para que ele traga a rentabilidade que você espera?
Tecnologias – Pesquise sobre as tecnologias e ferramentas que você irá utilizar, estude qual atenderá mais suas necessidades.

Outro ponto que devemos pensar antes do desenvolvimento do aplicativo, é se ele será híbrido ou nativo. Temos um artigo que explica exatamente sobre cada um deles e sobre um ponto importante: App Nativo x App Híbrido: existe o melhor?

Não se esqueça do protótipo

desenho de celular

Quando pensamos em um aplicativo, já queremos ir logo para a parte de desenvolvimento em si, até mesmo porque ficamos ansiosos querendo já ver algo rodando na nossa frente. Porém, devemos tirar um tempo antes disso para pensar em como será o layout do app, pensar na usabilidade e na identidade visual. Quando você faz um planejamento de como ele irá ficar, você consegue pensar mais a fundo na melhor forma ou técnica de fazer aquilo. Além de evitar muitas mudanças no design lá na frente, evitando retrabalhos. Além disso, junto com o layout você trabalhará também em outras questões, como por exemplo quantas telas terá, como funcionará cada tela, etc.

Se atente a experiência do usuário

desenho de analogia com pessoas desenvolvendo um aplicativo

A experiência do usuário no seu aplicativo tem que ser a melhor possível. Você deve dar a devida importância nesse quesito, criando um aplicativo que seja atraente, fácil de ser utilizado e que instigue as pessoas a se manterem nele. Outro ponto importante é evitar ao máximo os bugs. Afinal, ninguém gosta de baixar algo que está cheio de bugs, não é? E eles são sempre mencionados pelos usuários nas lojas oficiais, como App Store e Play Store, fazendo com que seu aplicativo fique com uma nota baixa.

Como é muito comum usuários baixarem aplicativos e minutos depois já desinstalarem, vale muito a pena se atentar nessa primeira impressão.

Ionic - Criação de aplicações mobile
Curso de Ionic - Criação de aplicações mobile
CONHEÇA O CURSO

Campanha de marketing

jovem com referências de marketing

Como vimos, sem usuários seu aplicativo não tem utilidade. Então você deve começar uma campanha de marketing antes mesmo de lançar o aplicativo. Assim você consegue ir construindo uma marca e ir atraindo o seu público ao lançamento. Você pode fazer um bom uso das redes sociais sem gastar muito, utilizando o Facebook e Instagram por exemplo. Isso é ótimo para atrair seu público, além de você ficar mais próximo deles, criando um bom relacionamento.

Testes e mais testes…

Um celular com uma engrenagem

Além de manter uma rotina no desenvolvimento para que o aplicativo saia do papel e chegue ao produto final, é importante sempre estar fazendo testes para que possíveis erros sejam corrigidos antes do lançamento, minimizando assim as chances deles chegarem ao usuário.

Concluindo

Sabemos que não basta somente desenvolver o aplicativo e deixar ele lá – até mesmo porque sozinho ele não vai gerar $$. Como vimos neste artigo, precisamos ter um diferencial, precisamos proporcionar um atendimento legal para os usuários e sempre estar aprimorando o nosso produto, para que nosso aplicativo seja bem utilizado por muitas pessoas.

Caso você esteja com dúvidas quanto ao desenvolvimento, temos diversos cursos voltados ao desenvolvimento mobile. Dá uma conferida 🙂

Desenvolvedor React Native
Formação: Desenvolvedor React Native
O React Native nos permite criar aplicativos mobile realmente nativos com JavaScript para Android e iOS. Ele vem sendo usado em aplicativos como Facebook, Instagram e Uber. Nesta formação vamos aprender a acessar APIs nativas, incluindo o desenvolvimento de nosso próprio código nativo (Java e Objective-C), integrá-lo ao JavaScript. Além de aprenderemos a trabalhar com aplicativos offline, como estilar nossos componentes, criar layouts responsivos e animados e como integrar o React Native com o Firebase.
CONHEÇA A FORMAÇÃO

Carreira

Como quintuplicar a produtividade no desenvolvimento de software?

Desenvolvimento de software é algo complexo, mesmo para quem está desenvolvendo. É algo que, durante o processo de encontrar sua melhor maneira de ser produtivo, você acaba se debatendo com suas próprias escolhas.

Existem muitas maneiras de se definir o que é um software, mas particularmente eu gosto dessa: um software é uma sequência de instruções escritas por um programador, para executar uma ou mais funções, otimizando assim algo que previamente era manual ou não existia.

Veja, se grande parte do meu trabalho como desenvolvedor é otimizar processos, a minha rotina de trabalho também costuma ser como um protótipo de software.

Isso se transforma em uma rotina estruturada, ou, ao menos, uma maneira estruturada de como resolver um problema. Vou contar um pouco do meu processo de construção de software/trabalho e como desenvolvi hacks para ser mais produtivo ao longo do tempo.

Vou contar um pouco da minha experiência para tentar ajudá-lo(a) a otimizar a sua. Vamos lá!

Python - Fundamentos
Curso de Python - Fundamentos
CONHEÇA O CURSO

Comece de maneira gradual

Dificilmente consigo acordar e codar alguma coisa. Normalmente eu preciso que meu cérebro ligue os motores de maneira processual, um passo de cada vez.

No entanto, penso que isso não pode ser um processo que leva várias horas, então eu tomo um caminho gradual, mas rápido, para que esse processo ocorra.

Ao abrir minha máquina para programar eu começo geralmente pela leitura dos meus cards do Trello, nosso reservatório de tasks infinito onde sempre pode se tirar algo da cartola. Eu uso Trello, mas essa dinâmica aplica-se a qualquer ferramenta de gestão de projetos.

A leitura me ajuda a pensar nas tasks que vão ser executadas no dia. É um processo rápido. Ao ler rapidamente os títulos dos cards eu já sei o que devo fazer, quando fazer e como fazer, em sua grande maioria.

Após isso eu começo pelas tasks mais simples, coisas que são rápidas, mas me farão emergir no processo de pensar em software.

Um exemplo disso é executar alguns scripts para transferir dados de usuários, dar update em alguma informação no banco, ou refatorar algum trecho simples de código.

Leitura recomendada:
Por que a comunicação em TI é um negócio tão importante?

Coding Hard

É hora de codar. Mas como saber no que eu começo primeiro?

Para executar as tasks mais complexas, eu as separo em 2 tipos:

  1. As que são relativamente rápidas e as que são de longo prazo. As tasks complexas são aquelas que envolvem mais de uma parte do sistema, que têm alto impacto, em que é preciso prever muitas coisas antes de se começar a executar;

  2. Normalmente minha prioridade começa com as tasks que posso fazer em 1-2 horas. Elas permitem imprimir ritmo no desenvolvimento e fazem com que minha cabeça entre no modo foco.

Durante esse período normalmente não respondo e-mails, não olho o Slack, não faço nada que me faça perder a linha de pensamento. O porquê disso é simples, vamos imaginar a seguinte situação:

2.1 Usuário vai entrar na tela de login e nesse momento informo ao banco que ele está ativo
2.2 O banco guarda essa informação e ativa uma trigger para que daqui a 30 minutos um alerta seja enviado a esse usuário
2.3 Se o usuário entrou na tela 1 o alerta será x. Se entrou na tela 2 o alerta será Y, mas apenas depois de 30 minutos
2.4 Caso o usuário entre na tela 3 o tempo de alerta deve ser reduzido para 15 minutos

Pronto.

Imagine que pensei nas linhas gerais de como a task vai ser feita e, quando estou no meio da segunda instrução, paro para responder e-mails ou fazer outras coisas. O que ocorre?

Posso simplesmente esquecer que já fiz algo ou deixei de fazer algo. Por isso manter uma linha única de pensamento é importante quando estamos codando.

É preciso se ter em mente o tempo todo os passos que foram ou não executados. Caso você esqueça onde estava, todo o ciclo recomeça. “Será que setei o tempo certo na tela 1? Fiz o tempo de maneira diferente para a tela 3?” E então começa um processo de revisão da sua linha de pensamento.

Para se produzir as tasks de longo prazo é necessário quebrá-las em pequenas etapas, dificilmente é possível ficar 8 horas ininterruptas desenvolvendo. Bugs surgem, pessoas falam com você, outras tasks são priorizadas e por aí vai.

Por isso é um processo que exige a quebra. Exige que você determine quando cada etapa será executada para que diariamente você progrida dentro da task.

Leitura recomendada:
Como se destacar na carreira de TI?

Java - Fundamentos
Curso de Java - Fundamentos
CONHEÇA O CURSO

As pausa são importantes para a produtividade

Algo que já vi ser bem comum entre programadores — talvez seja para outras áreas também — é o tempo necessário para “resetar” o cérebro.

Ao finalizar tasks complexas, onde você levou sua mente a pensar na otimização de um processo específico, normalmente você precisa “não pensar” durante algum tempo.

O que quero dizer com isso? Se pensei na otimização de um processo de candidatos dificilmente é possível, no instante seguinte, pensar em um código para empresas.

Isso porque a mente está “contaminada”, pensando ainda em otimizações e melhorias do processo que você acabou de criar.

É preciso esvaziar a mente antes de colocar outra idéia no forno para iniciar um novo processo de desenvolvimento, por isto as pausas entre uma task e outra são importantes.

Leitura recomendada:
As certificações para programadores mais importantes do mercado.

Afinal, como ser produtivo(a) no Desenvolvimento de Software?

E quando acaba essa sequência “colocar” coisas na caixa, “tirar” da caixa, “descansar”, “colocar” outro no lugar? Para a maioria dos Desenvolvedores que conheço a resposta é nunca.

Ao se deparar com problemas, normalmente eles são jogados em processos de background na sua mente e ficam produzindo idéias de maneira passiva.

Acredito que muitos Desenvolvedores — senão todos — já se depararam com uma idéia no meio da noite, acordaram e escreveram um trecho de código.

Ou já teve uma elucubração no meio da mesa do jantar, ou enquanto estava vendo sua série da Netflix.

Acredito que esse processo de nunca parar de pensar sobre os problemas técnicos ou sobre software em longo prazo é danos.

Talvez fique aqui a minha hipótese do porquê tantos Desenvolvedores curtem tanto fazer algo fora do serviço que atraia 100% do foco.

Como jogar algo ou estar imerso dentro de uma série.

Esse tipo de atividade simplesmente força sua mente a se desligar do mundo do software e é essencial para resetar sua mente e dar tempo para você ter novas idéias de maneira fresca e descansada.

Esse era um pouco do meu ciclo enquanto era 100% Desenvolvedor dentro da GeekHunter.

Hoje, assumindo a área de gestão, esse fluxo mudou um pouco, porém a essência ainda é a mesma.

Cada Desenvolvedor tem sua particularidade na hora de programar, mas acredito que existam muitas similaridades entre todos quando se trata do nível de foco necessário para desenvolver.

Espero ter ajudado. Até a próxima!

JavaScript Básico
Curso de JavaScript Básico
CONHEÇA O CURSO

Esse post foi desenvolvido pela GeekHunter


Estudos

Como aumentar sua produtividade nos estudos?

Estudar é preciso!

Já começaremos com a frase mais clichê de todos os tempos para te preparar pelo que vem pela frente.

Estamos em constante evolução e a todo momento aprendemos coisas novas ou aprimoramos nossos conhecimentos. Desta forma, a velha frase dita pelos nossos pais e professores, é que estudar realmente é preciso.

Também sabemos que, para muitos, estudar é, sem dúvidas, um excelente hobby, mas para outros… Sono, impaciência, inquietação, dispersões, tudo que torna o estudo monótono e exaustivo.

Neste artigo falaremos sobre algumas dicas que podem te ajudar a aumentar sua produtividade nos estudos e fazer com que aprender não seja somente preciso, mas prazeroso!

HTML5 e CSS3 - Desenvolvimento web Básico
Curso de HTML5 e CSS3 - Desenvolvimento web Básico
CONHEÇA O CURSO

Conheça seus horários

ampulheta, relógio e outros itens de relação ao tempo

Todos nós possuímos um horário de maior produtividade. Conhecer esse horário é uma forma que você tem de se dedicar aos estudos sem estar com a sensação de improdutividade e aproveitar do seu descanso para fazer progressos.

Muitas pessoas produzem melhor a noite, desta forma, reservar alguns minutos para realizar uma leitura ou assistir vídeos fará com que sua rotina fique fixa aquele horário e tornará muito mais gratificante os minutos dedicados a você e ao seu aprendizado.

Comece por aquilo que você realmente gosta

Desenho de uma pessoa estudando

Conhecer sobre aquilo que você realmente gosta também é essencial para aumentar sua produtividade. Não adianta você gostar de programação e estar estudando sobre algo que não segue a mesma linha daquilo que você possui afinidade. Acaba tornando seu estudo maçante e tedioso.

Então, se pergunte todos os dias: O que eu realmente gosto? Ao obter sua resposta, dedique-se sempre e será, sem dúvidas, gratificante.

Anotar é sempre uma excelente escolha

Bloco de notações

Fazer anotações será sempre uma ótima forma de fixar qualquer assunto. Se gosta de escrever, estudar com o caderno ao lado é uma ótima forma de melhorar sua produtividade. As anotações são essenciais na hora de sanar qualquer dúvida, seja anotações em cadernos ou até mesmo em seu computador.

Responda exercícios

Desenho de uma pessoa pensativa

Praticar exercícios para fixação também é uma forma de se manter produtivo nos estudos, pois você estará colocando em prática tudo que aprendeu em horas de dedicação.

Pensando nisso, todos os cursos da TreinaWeb possuem exercícios para melhorar a fixação do conteúdo abordado.

Intervalos são essenciais

Jovem com desenhos de games

Se alongar, beber água, fazer um lanche, ir ao banheiro, jogar \o/ qualquer coisa que te faça relaxar um pouco é essencial para te manter no foco.

Não acumule matéria

Notebook com livros ao fundo

Sempre que estamos estudando, seja no colégio, na faculdade, pós-graduação, entre outros, acabamos acumulando matérias seguindo o pensamento que seremos capazes de terminar qualquer atividade no tempo determinado. Muitas pessoas conseguem, de fato, e se sentem mais confortáveis em realizar aquele trabalho um dia anterior à entrega, mas caso você não faça parte deste grupo, não acumule suas matérias.

A dica é simples: Ao chegar em casa, relaxe e dedique-se revisando aquilo que foi estudado, desta forma, caso possua alguma atividade mais complexa, com o passar dos dias você estará se dedicando a ela até a sua entrega final, além de evitar a correria e a noite mal dormida, seu aprendizado será, sem dúvidas, mais fixado.

Plante árvores

Logo do Aplicativo Forest

Sim! Você leu corretamente!

Recebi esta dica e achei maravilhoso compartilhar. Sabemos que o celular é um verdadeiro problema nos dias de foco extremo. São notificações de vários aplicativos que te levam a desbloquear a tela e lá se foram sagrados 30 minutos ou até horas de dispersão.

O aplicativo “Forest” (https://www.forestapp.cc/) é uma excelente opção para os amantes de celular. Nele você plantará árvores realizando qualquer que seja atividade, pois manterá seu aparelho bloqueado até aqueles minutos declarados por você.

É super simples de utilizar. Você programa o tempo que quer que seu aparelho fique bloqueado e enquanto isso sua arvorezinha estará crescendo. Caso ocorra o desbloqueio antes dos minutos que definiu, essa árvore morrerá. Sendo assim, acredito que não irá gostar de ver seu terreno cheio de árvores mortas. rs

Você pode dar nomes a essas “árvores” para acompanhar as atividades que foram realizadas e acompanhar também a sua produtividade no dia, semana, mês e ano. Lembrando: Nada te impede que também sejam árvores de verdade, afinal, o meio ambiente agradece! =)

Desenvolvedor Front-end
Formação: Desenvolvedor Front-end
HTML, CSS e JavaScript são a base de toda a web. Tudo o que você está vendo aqui agora depende deste tripé. Nesta formação vamos iniciar aprendendo lógica. Em seguida veremos todos os aspectos do HTML, CSS e JavaScript. Por fim, aprenderemos Sass, Google Analytics, empacotar nossas aplicações com Webpack, criação de aplicações Desktop com Electron, UX/UI e uma introdução aos frameworks mais utilizados no mercado: Angular, React, Vue e Ember.
CONHEÇA A FORMAÇÃO

Carreira

5 dicas para avançar em sua carreira

Não precisamos estar no fim ou no começo do ano para elaborar nossas metas. Em termos de carreira, sempre é necessário fazermos uma análise do que estamos fazendo certo ou errado, onde neste último caso, precisamos analisar com ainda mais cautela o que precisamos melhorar/mudar para que possamos estar satisfeitos com nossa vida profissional, aliás ela ocupa e ocupará boa parte de nossas vidas.

A seguir vamos elencar cinco dicas para que você possa progredir cada vez mais.

Imagem motivacional sobre o futuro

Flutter - Fundamentos
Curso de Flutter - Fundamentos
CONHEÇA O CURSO

1. Faça uma autoanálise

Primeiro você deve analisar a si mesmo: o que deseja para sua carreira, onde quer chegar, fazer metas de curto prazo, alguma habilidade que deseja melhorar, algo novo que deseja aprender, o que quer deixar de fazer e tudo mais o que julgar necessário. Se quiser escrevê-las em algum lugar é melhor ainda, assim sempre que quiser revisá-las elas estarão lá =)

2. Invista em sua carreira

Pode até parecer clichê falar isso, mas provavelmente você conhece alguém que fez uma faculdade e parou por aí… Apesar de sempre enfatizarmos que a área de TI é uma área de estudo constante, muitas pessoas esquecem de se atualizar fazendo alguma especialização ou algum curso.

Outras pessoas ficam presas a apenas uma linguagem por exemplo, não se abrem para o novo… Para garantir boas oportunidades precisamos estar atentos as novidades e o que estão utilizando por aí. Ficar preso a somente uma linguagem ou tecnologia te limitará as vagas.

Não querendo dizer que você deve estudar tudo o que sair de todas as áreas, mas que você busque se especializar sempre em sua área, nem que seja estudando por conta própria.

3. Saia do comum

Além dos conhecimentos técnicos que você tem e irá ter, precisamos trabalhar em outros aspectos também, como saber liderar um projeto/equipe caso precise, mediar conflitos, enfim lidar com pessoas.

4. Certificações

As certificações são muito bem vistas em seu currículo. Além do conhecimento adquirido, você mostra para a empresa que realmente tem um bom nível de conhecimento naquele assunto. Existem diversas certificações nas áreas de desenvolvimento, banco de dados, cloud, redes, gestão, etc.

Com uma simples pesquisa você verá quais são as mais importantes do seu eixo de trabalho.

ITIL - Fundamentos - Parte 1
Curso de ITIL - Fundamentos - Parte 1
CONHEÇA O CURSO

5. Seja persistente

Último e não menos importante. Se tudo isso que você planejou não deu certo, devemos voltar para o primeiro tópico e fazer a análise novamente, para que possamos elaborar novas estratégias e principalmente aprender com esses erros.

Confia nossos outros artigos no blog sobre carreira.

Até mais!

Desenvolvedor PHP
Formação: Desenvolvedor PHP
Nesta formação você aprenderá todos os conceitos da linguagem PHP, uma das mais utilizadas no mercado. Desde de conceitos de base, até características mais avançadas, como orientação a objetos, práticas de mercado, integração com banco de dados. Ao final, você terá conhecimento para desenvolver aplicações PHP usando as práticas mais modernas do mercado.
CONHEÇA A FORMAÇÃO