Bancos de Dados Vale a pena entrar no mercado de Big Data?

Veja nesse artigo quais são as habilidades essenciais para trabalhar com Big Data e a posição que ele tem ocupado na avaliação do mercado.

Marylene Guedes 12 de outubro de 2017

Nunca tivemos um volume de dados tão grande e variado quanto temos atualmente. Para se ter uma noção, só o Facebook gera 64 terabytes de dados por dia. Outras empresas como a Google e a Amazon também estão nesse nível.

Django - Fundamentos
Curso de Django - Fundamentos
CONHEÇA O CURSO

Por causa dessa superlotação de dados e informações, as empresas necessitam de profissionais que façam a análise desses dados a fim de obter informações importantes para o negócio (como informações sobre o consumidor e o mercado) e até mesmo aumentar receitas.

A utilização do Big Data e da análise de dados pode gerar bons resultados para a empresa que a utilizar, além do poder de inovação que isso pode trazer. Sendo assim, o crescimento dessa tecnologia nos próximos anos é ainda maior.

Imagem exibe um Gráfico ilustrativo

Através de um estudo da Robert Half, foi apresentado as 10 áreas mais promissoras para esse ano. Podemos ver que no topo estão os cientistas de dados e os engenheiros de Big Data.

Infográfico com as dez profissões em tecnologia mais procuradas em 2017

Go Básico
Curso de Go Básico
CONHEÇA O CURSO

Ainda é difícil encontrar mão de obra especializada para integrar esse time de Big Data. Em relação à formação acadêmica, é difícil falar qual exatamente é direcionada a esse ramo, porém as empresas geralmente buscam profissionais com formação em TI, Matemática, Estatística ou Negócios.

Listamos aqui alguns conhecimentos necessários que podem te ajudar a entrar nessa área.

  • Programação: É necessário conhecer pelo menos um pouco de alguma linguagem de programação como, por exemplo, Python, Java, GO etc. Pacotes de análise de dados como o SAS por exemplo, requerem conhecimento em programação. A programação permite que o profissional extraia ao máximo dos dados, além de ser um diferencial na hora de concorrer a uma vaga.

  • Lógica: O pensamento lógico é bastante utilizado para realizar as análises. Se você tem conhecimento em programação ou já trabalhou com isso, você tem seu pensamento lógico muito mais desenvolvido.

  • Habilidade com números: Talvez esse seja um problema para alguns, mas é necessário conhecimento em conceitos matemáticos e estatística.

  • Banco de dados: No processo de análise de dados, interações com banco de dados são necessárias, então se você compreender um pouco de banco de dados será um ponto positivo.

Lembre-se que não é porque uma área está em alta que você deve seguí-la. Primeiramente você tem que se interessar pelas atividades a serem desenvolvidas no dia a dia e se sentir satisfeito com o trabalho e, é claro, estudar, pois é uma área em que deve-se estar em constante aprendizado.

Desenvolvedor Python
Formação: Desenvolvedor Python
Aprenda os principais conceitos do Python (uso de variáveis, estruturas condicionais e estruturas de decisão), como trabalhar com orientação à objetos (métodos, construtores, destrutores, classes, herança, polimorfismo e duck-typing), estruturas de dados (Listas, Filas, Pilhas, Árvores Binárias, Dicionários, Conjuntos, Tabelas de Espalhamento e Mapas), banco de dados relacionais (DB API e SQLAlchemy) e como criar aplicações desktop com o Kivy.
CONHEÇA A FORMAÇÃO
Deixe seu comentário

Conheça o autor desse artigo

  • Foto Autor Marylene Guedes
    Marylene Guedes

    Responsável pelo sucesso do cliente na TreinaWeb. Graduada em Gestão de Tecnologia da Informação pela FATEC Guaratinguetá, além de estudante de UX/UI.

    Posts desse Autor

Artigos relacionados